Arquivo | Uncategorized RSS feed for this section

Uma conversa legal. Quis compartilhar. Espero que gostem

8 jul

Uma conversa com a Sônia

Hoje pela manhã fui premiado com esta conversa virtual com uma amiga de Lavras, a Sônia Rivera, que me autorizou a compartilhar nossa prosa.
Aí vai. Fiz algumas poucas adaptações para melhorar o entendimento.

Ela me enviou um vídeo no qual o Miguel Falabela apresenta o poema “Reza de mãe” de Flora Figueiredo. Especial e lindo.

Em seguida ela encaminhou um vídeo do YouTube de um padre. Não assisti. E foi assim que começamos nossa conversa.

eu: Repudio a todos estes oportunistas religiosos. Todos.
Repudio também as religiões que eles tentam vender.

Sônia: Não sou vinculada à nenhuma religião! Adoro tudo o que me faz bem e eu, de bem comigo, tento ser cada vez melhor.
E me melhorando, posso ajudar a todos, cada vez mais.

eu: Não receba como algo pessoal consigo.
Estou manifestando apenas meu pensamento.

Sônia: Eu sei como você é! Te admiro! E eu só estou esclarecendo.
kkk

eu: As minhas crenças estão fundamentadas em três pilares e em um objetivo quais sejam amor, compaixão e solidariedade e meu objetivo é ser feliz o tempo todo.
Mais do que é um objetivo; na verdade ser feliz é minha obrigação única.

Sônia: Eu também! Mas me preocupo em fazer os outros felizes também!

eu: Isto não está ao meu alcance. A felicidade é uma decisão individual e intransferível.

Sônia: ACREDITO NA EXISTÊNCIA GLOBAL.
Eu afeto os outros e os outros me afetam.

eu: É claro que isso é verdadeiro. Tanto é verdadeiro que nós estamos todos, e quando eu digo todos, eu me refiro a todos os seres vivos, do reino animal e do reino vegetal, nós estamos todos interligados, intimamente interligados.
Enquanto nós humanos destruímos uma espécie por dia, obviamente isso virá contra nós. É inevitável, é inexorável.
Mas nada do que nós possamos fazer com essa interação poderá resultar em felicidade. Poderá sim resultar em alegrias ou em tristezas…
Mas a felicidade é o conjunto de tudo isso. Felicidade não é sinônimo de alegria e nem tristeza é sinônimo de infelicidade.
Tanto as alegrias quanto as tristezas compõem a felicidade, porque felicidade é a vida.
Nós, na minha convicção, temos apenas uma obrigação na vida. Veja o que eu estou dizendo, uma única obrigação na vida: é a obrigação de sermos felizes, convivendo com as nossas alegrias, com as nossas tristezas, com as nossas mágoas, com as nossas dores, com nossas angústias, com os nossos amores, mas a felicidade é a essência do ser humano.
A felicidade é a essência do ser vivo. É isso.

Sônia: Concordo com você em parte! Felicidades para mim, são aqueles momentos que a alegria supera a tristeza!
kkk
Te adoro meu amigo! Adoro te seguir! Mas às vezes te acho muito revoltado! Para todo problema tem solução e a paz interior, só nos ajuda a resolvê-los.

eu: Só mais um comentario: para mim, felicidade é somente singular.

Sônia: Nunca pensei assim!!! Vou analisar.

eu: Eu não tenho nenhuma dúvida de que todo problema tem solução. Em minha vida profissional, e me especializei em resolver problemas, eu aprendi que se uma determinada situação não tiver solução é porque também não é um problema.
Se não tem solução, também não tem problema.

Sônia: Que a felicidade é singular, concordo! Mas…

eu: Você analisou muito rapidamente. kkk
A felicidade é singular porque é única.
A felicidade é um estado de espírito.
Felicidade independe dos acontecimentos ao redor.
Se dependesse seria impossível felicidade aos miseráveis.
Os miseráveis são, definitivamente, a maioria na humanidade.

Sônia: A felicidade é única, mas é resultado de alguma coisa.

eu: Diga-se de passagem, somos uma espécie fadada a extinção em um curto espaço de tempo.

Sônia: Discordo.
Acredito que os miseráveis conseguem seus momentos de felicidade. A felicidade é relativa

eu: Alguém já teria dito, se não me engano foi Confúcio, que a felicidade não é o destino. A felicidade é o caminho.
Os momentos são de alegria ou de tristeza.
Felicidade é algo permanente, não é momentâneo.

Sônia: Fatos externos interferem no meu emocional e ele interfere na minha felicidade! Logo, fatos externos interferem na minha felicidade.

eu: Eu conheço um senhor em BH absolutamente miserável. Ele anda sempre com a garrafinha contendo éter, ou algum outro solvente.
Ele cheira aquilo o dia inteiro.
Ele vive em um mundo absolutamente surreal. O mundo dele não é o nosso mundo.
Ele pode ser feliz, nós não temos o alcance para saber.

A meu ver seu raciocínio é completamente correto, se levarmos em considerações bases cartesianas. Todavia a felicidade é holística.

Sônia: Se ele não fosse feliz do jeito que vive, provavelmente mudaria o seu modo de viver.

eu: Não tenho competência para avaliar se aquele senhor é feliz ou não.
Seguramente o caminho que ele caminha é diferente do caminho que muitos de nós caminhamos.
Nem sei se teria sido uma escolha consciente, dele ou nossa.

Sônia: Dizem que sapo na chapa quente , pula!
Tudo é muito complexo.

eu: Você conhece a parábola do sapo imerso na panela que está sendo aquecida lentamente?
Ele morre cozido.
O sapo na chapa quente somente pula se ele for colocado sobre a chapa já quente!

Sônia: Vou focar em ser feliz e fazer todos em minha volta, felizes também. Dentro possível!
kkk

eu: Cuidado com os objetivos impossíveis

Sônia: Não me cobro fazer o impossível.

eu: Essa nossa conversa poderia gerar uma boa crônica.
Você me autoriza convertê-la em uma crônica?

Sônia: Não me cobro resolver todos os problemas. Problemas que não consigo resolver, não deixam de existir! Um dia talvez eu os resolva, mas… sem neura!
Vão continuar sendo problemas.

eu: Eu penso um pouco diferente disso. Situações nas quais eu não consigo interferir para alterá-las, para mim, significam que elas devem continuar a ser como são.
Alguém, lá do oriente, um dia disse algo parecido com isso que eu vou dizer agora.
Quero ser forte o suficiente para resolver os problemas que dependam de mim para a sua solução. Quero ser suficientemente tranquilo para reconhecer aquelas situações sobre as quais eu não possa agir. E quero ter a sabedoria de poder distinguir entre uma situação e outra.
É claro que é mais fácil falar do que agir.
Vivo uma vida complicada nesse sentido, pois estou sempre nesta briga permanente contra a situação política em que o nosso país foi colocado pelos falsos patriotas de verde amarelo.
É uma situação que eu sei bem que não está ao meu alcance mudar.
E eu continuo a dar “murro em ponta de faca”.
Mas meu entendimento é que eu recebi tanto e por tanto tempo que, de alguma forma, eu preciso ficar grato à sociedade e devolver um pouco de tudo e do tanto que recebi.
A manutenção da minha felicidade depende disso, ainda que seja apenas uma ilusão de um exercício intelectual inócuo.

Sônia: Penso assim também!
Lógico que autorizo!
Quando jogo as minhas palavras no ar, elas deixam de serem minhas.

eu: As palavras em um diálogo não foram jogadas ao ar.
São pessoais e reservadas.

Sônia: O que eu te disse não é segredo.
Só os meus segredos não autorizo que divulguem.
Meus segredos, não jogo no ar.

eu: Vou tentar estruturar a crônica e antes de publicar compartilho com você para você ver se tá de acordo, legal?

Sônia: Será uma honra para mim!

[Compartilhado e autorizado pela Sônia Rivera]

☺☺☺☺

Achei legal compartilhar com vocês. Espero que tenham gostado. Eu, é claro, gostei.

Como nós sabemos não é verdadeiro que a maioria está sempre ao lado da verdade, até porque a verdade é algo tão etéreo e intangível que pode mudar abruptamente de um momento para o outro.

Abraço grande a todos.
Amor, compaixão, solidariedade.
Felicidade. Sempre.

gustavohorta.wordpress.com

MILTON UM DIA CANTOU: “NÃO POSSO ACEITAR SOSSEGADO QUALQUER SACANAGEM SER COISA NORMAL”

6 jul

E ele ‘vem mesmo e me dá a mão’.
Coisa difícil perder a alegria,
Mais difícil ver todos perderem a alegria,
Alegria se esvai.
Alegria que nem bem chegou.
Aquele pedaço de carne na brasa,
Aquele tijolo ali, entre as massas de cimento,
grudento.

O filho, de servente a doutor,
A filha, da faxina a doutora,
O porteiro do prédio, até aquela viagem,
De avião mesmo.
Como imaginar, jamais.

Perdemos…

Alegria se esvai,
Alegria se foi?
Então, vem e me dá a mão.
Quero alguém pra me dar a mão.
Que seja o menino,
Que seja a amada,
Que seja a estrada da vida que vai,
Que seja a vida que pela porta sai.

Uau, nem podia pensar
Que a alegria era parte tão assim importante,
Da felicidade componente,
Imprescindível.
Alegria distante,
Quase perdida, quase esquecida,
Quase sentir possível.

Vem, por favor, e me dê a mão.

Não tolero, não aceito,
Nem sossego, nem lamúria ou lamento.
Minha tristeza me compõe,
Minha alegria é parte de mim.
Meu sossego é essência,
Pureza no cálice,
‘de vinho tinto de sangue’.
Inspiração pela alegria que se esvai.

Alegria que se esvai,
Tristeza que vem,
E fica.
Que coisa, quem diria…
A gente sempre soube,
Ninguém se enganou,
Ninguém foi enganado.
Ou foi? Iludido, manipulado.

Vem, e me dê a mão.


RESOLVI RELER ALGUMAS DE MINHAS CRÔNICAS: UMA RESENHA DE ENTENDIMENTO, PELO MENOS.

3 jul

Tirei uma parte do meu dia hoje para reler algumas coisas que eu já tinha escrito ao longo dos últimos tempos. Encontrei algumas coisas que de fato me ajudaram a consolidar um entendimento já bem amadurecido.

Nem sei se vai interessar, mas achei legal preparar essa resenha. É uma coleção que pode ser considerada curiosa, uma resenha de entendimento, pelo menos.

As crônicas estão aí relacionadas em ordem cronológica, sendo que ao final de cada uma estão também apresentadas pelo menos outras três para completar o entendimento. O leitor poderá perceber facilmente que a primeira crônica é de 2013 e há um salto para 2020. Neste intervalo de 7 anos há uma enorme quantidade de crônicas sobre o mesmo tema, mas eu preferi poupá-los.

Se alguém tiver paciência, bem-vindo.

🙉 🙊 🙈

>> DEMOcracias, MEDOcracias. O capeta nunca se arrepende!

https://gustavohorta.wordpress.com/2013/02/20/democracias-medocracias-o-capeta-nunca-se-arrepende/

… Ditaduras como as vividas no Brasil, protegidas pelas ditas democracias ocidentais e até mesmo, como se pode já confirmar, promovidas e patrocinadas pelas tais democracias ocidentais podem ser toleradas? Nããão? Tem certeza? Quem foi chamado às barras da justiça pelos mais diversos crimes aqui perpetrados? A anistia, ampla geral e irrestrita esconde tudo e tudo varre para debaixo do tapete, ainda que, a cada dia, mais se escancarem as atrocidades, causando significativos tropeços nestes tapetes enrugados por tamanho acúmulo de sujeira. Vergonha é só o que se pode sentir por este povo subjugado, ainda dominado, ainda colonizado, ainda, pelas democracias ocidentais dominantes que tudo podem.

Democracias ocidentais que podem invadir outros países livres. Democracias ocidentais que podem assassinar pessoas mais diversas, e ainda se vangloriar por seus feitos facínoras, ao redor de todo o mundo. Matam na América do Sul e na Latina, matam e assassinam na África

🙈 🙊 🙉

>> MAS, ENTENDI

https://gustavohorta.wordpress.com/2020/03/16/mas-entendi/

Eu também fiquei um tempão sem entender por que os militares apoiavam este energúmeno parasita em seus devaneios e em suas atitudes tresloucadas e ensandecidas.

Até que um dia eu entendi.

Eu entendi e percebi que é a operação Condor que nunca tinha se encerrado.

🙉 🙊 🙈

>> INSUPORTÁVEL?

https://gustavohorta.wordpress.com/2021/02/01/insuportavel/

Eu já não aguento mais a bandeira nacional, o hino nacional, as cores verde e amarela, porque esses FALSOS PATRIOTAS já roubaram tudo isso de nós. A camisa da seleção brasileira, então, nem pensar.
Mas eu li hoje um meme onde o cara pede por favor a uma deidade que não deixe que a gente tome birra no delicioso pudim de leite condensado. Aí seria o fim. kkk …

🙈 🙊 🙉

>> DESTRUÍDO APÓS SER DISTRAÍDO. QUEM ME DERA, AGORA, PEGAR MINHA SACOLA, E DAR NO PÉ

https://gustavohorta.wordpress.com/2021/02/04/destruido-apos-ser-distraido-quem-me-dera-agora-pegar-minha-sacola-e-dar-no-pe/

DISTRAÍDO E DESTRUÍDO.
Que nojeira que virou o nosso país.
E a nação a nadar no lodo desta fossa a transbordar… Inesgotável.
SEMPRE DISSE QUE IA PIORAR… MAS NUNCA IMAGINEI ALGO ASSIM TÃO RUIM. E AINDA VAI PIORAR!
CAMARADA, ESSA FOSSA NÃO PARA DE TRANSBORDAR.
NOSSOS DEJETOS FÉTIDOS, NOSSO ESGOTO FEDIDO, FEDORENTO, NOJENTO. O QUE TEMOS DE PIOR.
A PIOR PARTE DA NAÇÃO. GENTE ESCROTA, GENTE QUE É APENAS PURA MERDA.

🙈 🙊 🙉

>> ACREDITE, ELES DORMEM. E NÓS, INSONES. MALDITOS SEJAM ESTES TRAIDORES.

https://gustavohorta.wordpress.com/2021/02/25/acredite-eles-dormem-e-nos-insones/

Com a conivência, conveniência, cumplicidade e apoio das brancas elites supremacistas deste podre país e desta pobre nação idiotizada de tão manipulada.
A nação a sucumbir e as elites brancas se fartando no banquete do inferno, servido e temperado com o sangue do massacre do povo humilhado, destruído.
UM BANQUETE, PICANHAS, BACALHAU, LAGOSTAS, CERVEJAS, WHISKY… E SANGUE.
O povo ESCRACHADO, ESCULHAMBADO, ESCULACHADO, ARREGAÇADO.
DISTRAÍDO, ATRAÍDO, TRAÍDO, DESTRUÍDO

🙉 🙊 🙈

>> ESPECIALIDADES: APOLOGIA À TORTURA, DAR GOLPES DE ESTADO, …, E PINTAR MEIO-FIO

https://gustavohorta.wordpress.com/2021/03/10/especialidades-apologia-a-tortura-dar-golpes-de-estado-e-pintar-meio-fio/

Especialidade desta trupe que é paga por nós: dar golpes de estado, torturar, sumir com corpos e, claro, pintar meios-fios…
O exército brasileiro e as tênues desarmadas servem somente para aplicar golpes de estado e promover o ENTREGUISMO e a TRAIÇÃO, com a violação do patrimônio e do povo brasileiro.

🙈 🙊 🙉

>> FILHOS DOS ÂNUS, LOGO DEFECADOS. SÃO FEZES.

https://gustavohorta.wordpress.com/2021/04/22/filhos-dos-anus-logo-defecados-sao-fezes-2/

Meu irmão tem uma teoria que eu achei bastante razoável. Essa gente toda já estava lá. O ESCROTÍSSIMO apenas abriu a torneira.
Pelas estatísticas lidas pelo meu irmão em cada 25 pessoas 4 são psicopatas. É muita gente psicopata!
Isso explicaria? …

🙉 🙊 🙈

>> NÃO SÃO POUCOS

https://gustavohorta.wordpress.com/2021/06/16/nao-sao-poucos/

… Não são poucos os gestores dos diferentes poderes executivos, estaduais e municipais, que veiculam em suas propagandas o significativo aumento de empresas em seus estados e em suas cidades. Há um caso em Minas em que o prefeito apresenta números, com aumento de 17% na quantidade de empresas em seu município.
Não são poucos os meios de comunicação que apresentam, orgulhosa e cinicamente, o crescimento do número de empresas no país.
Não são poucos. …

🙈 🙊 🙉

E, para completar, estes vídeo do Leonardo Stopa e da Laura Sabino que gostei muito. Uma síntese do golpe de 2018.

Assista. Invista alguns minutos.
Pode ajudar a que alguns não sejam manipulados até a idiotização.
Assista, insisto.

>> A MAIOR SAPECADA no gado, na história do canal!

🙈 🙊 🙉

>> CUIDADO! É UM ABSURDO VOCÊ NÃO SABER DISSO! LULA E BOLSONARO TEM LADOS! DÁ PRA SER NEUTRO

UM GEMIDO GÊMEO, HISTRIÔNICO

28 jun

Um gemido gêmeo, histriônico

Geme
Geme a dor
Como dói a dor
Dói muito a dor.
Desafio.

[geme, grita, esperneia]

Teme
Teme o amor
Como só é o amor
Só o amor.
Por um fio.

[amor sem fim]

Treme
Treme o medo
Como parar o medo
É o medo e o demo.
Riso frio.

[treme de medo]

Lambe
Lambe o doce
Doce como o fel
Como é doce o mel.
Doce, me delicio.

[lambe suas feridas]

Tome
Tome na cabeça
Cabeça oca
Dói e dói.
Cabeça vai pra lá, sorrio.

[tome porrada]

Fume
Fume unzjnho
Um pito, um cigarrinho
Alguma fumaça
Uma vezinha só, só.
Vai, mas o demo viu.

[um baseado?]

Geme a dor
Como gêmea geme
A dor que germina.
Como dói a dor
É mesmo um desafio.
É só um desatino.
Parece até destino.
Dói é faz frio.
Muito frio.

[frio e fome]

Coração vazio de nada por dentro
Coração vazio, inchado em soberba
Coração atroz, coração sem cor
Como geme a dor
Como dói.
Semeador de dor
Plantador
Germina e geme
Geme.
Geme a dor.

[canalhice cafageste]

Como dói a dor
Dói muito a dor
É um desafio
É dor da fome.
É dor do frio.

Viver
Viver só assim
Viver só é preciso
Pois preciso e errado
Errado pra danar
Errado que nem o safado
Dane-se devagar.
Danado, satanás.
Deidade do mal
Maldade a dar com pau
Dá e sobra, sobra muito
Não ajuda nada.
Não há judas nem nada.
Só geme.

[“navegar é preciso, viver não é preciso”]

Geme.
Geme a dor.

Como dói a dor
Dói muito a dor
É um desafio
É dor da fome.
É dor do frio.

gustavohorta.wordpress.com

GRITO GRITADO EM UM DISCURSO EFERVESCENTE DO SABER. AGRADEÇO MUITO.

> https://youtu.be/vCE2ub91CnM

…MAS NÃO CAI MESMO! FRUTA PODRE QUE MORRE NO PÉ.

25 jun

ACHO QUE AGORA ELE CAI, COM ESTE CASO DA VACINA ELE CAI… rs rs rs

Mas não cai mesmo. É fruta podre que morre no pé.

Peculatos seguidos, abundantese permanentes, cheques não explicados, agressões, mais de 500 mil mortes, tratores em compra de parlamentares e orçamento secreto, bilhões para os parlamentares, assassinatos, bandidagem contumaz, violação de protocolos na ordem pública, favorecimentos, acobertamento, tráfico (drogas, influência, armas, …), contrabando, corrupção, uso indevido de dinheiro público, enriquecimento ilícito e incompatível com os rendimentos declarados, … p r e v a r i c ã o…

Enquanto o podre empresariado, dessa podre, nojenta e canalha iniciativa privada/latrina, estiverem enchendo suas burras de dinheiro com esta quadrilha no poder nada acontecerá.

Estes canalhas poderosos do empresariado safado dão a maior cobertura à quadrilha que se apropriou do país e monta de bota é espora no dorso da nação.

E têm o apoio dos meios de comunicação na depredação do patrimônio dos brasileiros. Mídias televisivas, radiofônicas e impressas.

ENQUANTO ISSO, NAS PLAGAS FAMILIARES EMPRESARIAIS DA PODRE *“IMPRENSA-SEM-JORNALISTAS”* BRASILEIRA…

🙈 🙉 🙊   🙈 🙉 🙊   🙈 🙉 🙊

Desgoverno no BRAZZIILL, quadrilha nos poderes, meu REPÚDIO TOTAL.

DESGRACEIRA DO CAPETA.
EU repudio esse juizeco marreco, sua gangue de Curitiba e as ramificações no poder Judiciário brasileiro, eu repudio esse Roberto Carlos de merda! Igual repúdio pela Leda Nagle, Luciano Huck, Pedro Bial, Alexandre Garcia, o babaca do Danilo Hostille, o escroto Marcelo Tava, o Dantena oportunista, o Ratinho ratazana de esgoto e seu filhote governador, Ivete Bem-galinha, a Juliana Zoiuda Pães na com Guerra, o BolsoDoria, o Pelé, Neymar, o ex-idolo Nelson Picado, a escrota e pensionista Regina Sem-arte, Gusttavo péssimo Limalimão, nojenta haVera Estreita de Magalhães, Bill Tonner, Míriam Leitoa, Eliane Castanha-e-rede e sua corja, a turminha do vôlei, Fagner, Fiat-Elba du krlho, o empresariado canalha, este tal mercado HIPÓCRITA, esta revistinha ÓIA; igual repúdio ao pessoal da Gbosta, ESTADÃO, FOLHA DE SÃO PAULO,…, gente TRAIDORA de merda, entre tantas outra Suzana’s Vieira, Moro’s e Deutantos.
CRETINOS, CANALHAS, ESCROTOS, FILHOS DE CU, logo CAGADOS, portanto MERDA PURA.

Muitos acreditam que foram as panelas. Mas não cai mesmo! Muitos acreditam que foram as faixas e bandeiras. Mas não cai mesmo! Muitos acreditam que foram as passeatas. Mas não cai mesmo!

PREJUÍZOS! Aí ele cai. Faz um tempão que eu faço a maior apologia ao prejuízo como nossa única arma nesta guerra assimétrica.

A gente não tem nenhuma vitória sobre a barbarie neste caos miliciano do escrotisdomo e sua quadrilha de empresários, desde que o porta-voz neoliberal decretou a sabotagem ao país e à nação no final de 2014. O cheirador de cocaína, do alto do plenário do Senado, definiu o processo estabelecido para quebrar o país.

E a “iniciativa privada/latrina”, privada cheia de fezes, intermediando, naturalmente, a corrupção, dela se beneficiando a se locupletar. Os ricos cada vez mais ricos, naturalmente às custas da maioria cada vez mais empobrecida e empurrada aos milhões de volta à miséria e à fome. A morte a rondar e a invadir uma sociedade desamparada, degradada, humilhada, vilipendiada.

Uma nação humilhada, arregaçada, esculachada, escrachada e esculhambada, sem força, com fome e srm moral, iludida, manipulada e idiotizada.

UÉ, PARECE QUE A GENTE ESTÁ FICANDO ACOSTUMADO A TER O ÂNUS ARREGAÇADO…
COMEÇAMOS A ACHAR NORMAL?
ESTAMOS GOSTANDO?
ESCULACHADOS, ESCULHAMBADOS, ESCRACHADOS, ARREGAÇADOS, HUMILHADOS, DESPREZADOS, SEVICIADOS!

QUE TAL REAGIRMOS? QUE TAL UMA BELA DE UMA GREVE?

Compartilhe, quem sabe?

Uma morte, 10 mortes, 100 mortes, mil mortes, 10.000 mortes, cem mil mortes, 500.000+ mortes… já está insuportável há muito tempo!

“Na primeira noite eles se aproximam e roubam uma flor do nosso jardim.
E não dizemos nada.
Na segunda noite, já não se escondem: pisam as flores, matam nosso cão, e não dizemos nada.
Até que um dia, o mais frágil deles entra sozinho em nossa casa, rouba-nos a luz e, conhecendo nosso medo, arranca-nos a voz da garganta.” – Maiakóvski

gustavohorta.wordpress.com

👊✊👊✊👊✊👊✊

*DEIXANDO MINHA MENSAGEM. MELHOR LOGISTICA?*

*Deixando minha mensagem…*

> https://youtu.be/_0DDo3lxkgc

Deixando minha mensagem enviada através do meio que eu acredito que mais rapidamente alcançará aos interessados. Estou enviando minha mensagem através da privada, através de uma iniciativa latrina, conduzida e transportada pela rede de esgotos.
É pela rede de esgotos que talvez ela alcance a rede esgoto de comunicações.
É pela rede de esgotos que talvez ela alcance os meios [im]produtivos empresariais corruptos em outras iniciativas privadas / latrinas cheias de fezes.
É pela rede de esgotos que ela poderá chegar aos representantes do mau, da bala, do boi, da bola e da bíblia.
É pela rede de esgotos que talvez ela alcance, na forma de esterco, aos empreendedores do agropop.
Quem sabe pela rede de esgotos ela alcance os desmatadores e incendiários.
Quem sabe tenha alcance aos sabotadores genocidas e corruptos que privaram,  como soe acontecer pela iniciativa igualmente privada/latrina, o povo da proteção conhecida pelas diversas vacinas e optaram por superfaturamento bandido, canalha.
Quem sabe a rede de esgotos seja  melhor logística.

gustavohorta.wordpress.com

✊👊✊👊✊👊✊👊

*Supositórios self-lubricated  BOLSUEDES: Anatômicos, fácil introdução*

> https://youtu.be/3GrolB9MpH8

Supositórios self-lubricated  BOLSUEDES
A gente desenvolve uma aplicação rentável para as sobras de comida e alimentos com prazo de validade vencidos, vocês introduzem no orobó, introduzem no ânus, enfiam no orifício e ficam felizes e alimentados.
Supositórios self-oiled BOLSUEDES, alimentação endoretal.
Anatômicos para fácil introdução.

gustavohorta.wordpress.com

#liracumplicedogenocidio

O PIOR AINDA PODE PIORAR, E ESTÁ.

17 jun

O escrotíssimo e sua quadrilha são todos filhos de cool. Logo, foram todos defecados.
Portanto, são puro excremento fecal, fétido, nojento. E é assim mesmo.
Paridos pelo cool [ânus], só poderia dar nisso: excremento fétido, nojento, repugnante.

Pior é o grupo de poderosos, as grandes organizações nacionais e internacionais que o sustentam. Empresas e empresários nativos que decidiram trocar seu povo por um punhado de ‘dinares’, desfilando seus iates, helicópteros, jatinhos, carrões de luxo, mansões, etc., tantas vezes financiados pelo próprio povo traído, de forma legal, ou não, nem tanto. Por outro lado, as organizações internacionais, as grande corporações, tratam de prover seus lucros a qualquer custo, de forma a manter, em tantos países, os padrões de “qualidade” tão conhecidos e decantados – europeus brancos sempre a rapinar mundo afora. Costumo dizer que onde os europeus e estadunidenses colocam as patas, o massacre é líquido e certo [eles não gostam quando me ouvem ou me leem; danem-se].

De qualquer forma, como já expliquei várias vezes, são as grandes e anônimas corporações multinacionais que dão as cartas neste “novo” mundo neoliberal, cada vez mais a espoliar o braço trabalhador e produtivo para o beneficio do capital preguiçoso, indolente, vadio, malandro, mandrião. Tão malandros, tão malandrões, que montam de bota e espora e ainda conseguem arrebanhar seguidores e adeptos entre os braços suados e cansados, a troca de migalhas ao pé das mesas em seus banquetes. Nascem, criam e são nutridas as elites do empresariado nacional, subserviente e traidor da nação e da pátria (para mais informações, ver referências ao final, a quem interessar possa), com as podres instituições públicas e privadas que dominam e controlam esse podre país de uma pobre nação.

Um pobre povo vilipendiado.

Piores são os trezentos picaretas lá da dita capital federal, em seus assentos luxuosos em couro, sob ar condicionado e cadeiras de espaldar alto giratórias, com suas dúzias de assessores bem remunerados, moradia subsidiada, fartos banquetes, carros alugados e outras ‘cositas mas’, que dão sustentação ao escrotíssimo traidor e sua quadrilha de estelionatários criminosos e à sua quadrilha. Venderam-se, tratores e benesses. Nenhuma consequência.
Não interessa aos poderosos agir, posto que a gangue esta a cumprir seu papel entreguista traidor.

Piores são os outros quase quarenta, ou quarenta e poucos presididos pelo mineirim-canalha, netinho de canalhas. Abençoando cada ato, abençoando cada atitude, abençoando cada intervenção na Constituição, sem que haja uma Assembleia Nacional Constituinte.

Juntos, os trezentos picaretas e os quarenta e poucos dilapidam a Constituição, já “frankesteinizada”. Nenhuma consequência. Não interessa aos poderosos agir, posto que a gangue esta a cumprir seu papel entreguista traidor.

Piores, mesmo e ainda, são os meios de comunicação e de desinformação, com seus sofismas e suas mentiras explícitas que escamoteiam, atrás de matérias meteorológicas, matérias intermináveis sobre a pandemia e vacinação, sobre acidentes de trânsito e o krlho-a-quatro, todas as práticas entreguistas e traidoras que a gangue ‘guediana’ de ‘chicagados’ já praticaram no Chile, em treinamento de campo, e agora colocam em prática aqui.
Os meios de desinformação de nossas plagas não passam de porta-vozes “chapa branca” a serviço dos poderosos, nacionais ou multinacionais. Totalmente cooptados pela quadrilha, já na se consegue distingui-los da própria quadrilha. O Brazziiolll, com seus meios de comunicação familiares e empresariais, sempre na vanguarda em sua criatividade ilimitada, conseguiu desenvolver o “JORNALISMO SEM JORNALISTAS“. E é assim que, nas plagas destas concessionárias de direitos públicos, controladas por meia dúzia de “famiglias” criou-se e desenvolveu-se a “IMPRENSA SEM JORNALISTAS” brasileira, nesta incrível história de uma grupo de empresários coleados para a manipulação e idiotização de uma nação, fazendo-se titeriteiros de bem remunerados marionetes arrumadinhos e safados.

Escamoteados, camuflados e agindo nas sombras, estão os igualmente piores, como o ex-escrotíssimo ferrando-sempre-com-o-povo e muito enriquecido Cardoso e seus asseclas, naquele consórcio canalha com tantos outros, que se dizem e se apresentam como neoliberais e não passam mesmo de traidores vendilhões baratos, imiscuídos ao tráfico de drogas e de armas, ao crime organizado e ao crime desorganizado, sempre a serviço dos interesses transnacionais. Traidores contumazes escrotais.

Aliás, é bem o papel nefasto do distorcido liberalismo, também conhecido como capitalismo e, atualmente, com o eufemismo neoliberalismo globalizado: tirar o pouco dos braços que produzem e repassar as receitas assim amealhadas às minorias corporativas dominantes.

Assim caminha o país. Assim é arrastada a nação, que como nação, de fato, inexiste.

Poderosos nacionais que mais deslizam e esquiam sobre o mar fétido da lama em lodo da fossa nacional a transbordar. E o povo remando, dando suas braçadas extenuadas, a tentar se livrar deste lodo fedido dos excrementos dessa fossa, iludido, manipulado, estuprado. Povo escrachado, povo esculachado, povo esculhambado, povo arregaçado, que ainda não consegue ver ou entender que é de seus braços e de seus esforços que emana todo o poder que lhe é expropriado e abarcado pelos surfistas, esquiadores e patinadores, usurpadores do andar de cima. Mal conhece o povo sua força e seu poder, desconhece que se decidir se mexer pode com facilidade derrubar a mesa de jogos impatrióticos sobre seus corpos e almas sendo praticados. Pobre povo idiotizado de tão manipulado.

Pobre povo idiotizado de tão manipulado. Pobre povo idiotizado de tão manipulado.

O PIOR AINDA PODE PIORAR. E ESTÁ PIORANDO.

Certa vez, em minhas conjecturas e reflexões pude escrever: “Ditaduras como as vividas no Brasil, protegidas pelas ditas democracias ocidentais e até mesmo, como se pode já confirmar, promovidas e patrocinadas pelas tais democracias ocidentais podem ser toleradas? Nããão? Tem certeza? Quem foi chamado às barras da justiça pelos mais diversos crimes aqui perpetrados? A anistia, ampla geral e irrestrita esconde tudo e tudo varre para debaixo do tapete, ainda que, a cada dia, mais se escancarem as atrocidades, causando significativos tropeços nestes tapetes enrugados por tamanho acúmulo de sujeira. Vergonha é só o que se pode sentir por este povo subjugado, ainda dominado, ainda colonizado, ainda, pelas democracias ocidentais dominantes que tudo podem.
Democracias ocidentais que podem invadir outros países livres. Democracias ocidentais que podem assassinar pessoas mais diversas, e ainda se vangloriar por seus feitos facínoras, ao redor de todo o mundo. Matam na América do Sul e na Latina, matam e assassinam na África, na Ásia, na Europa, na Oceania. Matam na América do Norte. Matam e assassinam onde lhes convier. Invadem e matam onde lhes convier, com a anuência de todo um mundo submisso, subserviente, perplexo e covarde. E ainda recebem as bênçãos de deus, em letras mesmo minúsculas, pois os que abençoam não têm delegação para fazê-lo pelo Deus real. Matam, invadem ou mandam matar e mandam/autorizam invadir.
Democracias ocidentais. DEMOcracias. MEDOcracias. Um, anagrama do outro. MEDO e DEMO. Gente com medo, gente com o demo no corpo. Gente com o diabo. Gente subjugada às corporações internacionais que de fato dominam o mundo. Gente infeliz, triste, acabrunhada e temente. Atemorizada e acovardada.
Que tolice crer nas possibilidades da política, praticada de forma expressiva por gente corrupta, sem ética, amoral e criminosa. Em regimes ditos DEMOcráticos onde eleições tornaram-se, ou foram tornadas, incompetentes para alterar o “status quo”. Nada é por acaso.
Um processo desenhado para atender não às nações e seus povos, pobres povos, mesmo nos países ditos dominadores. Processo desenhado para atender às necessidades e anseios das corporações. Para atender ao diabo, O inferno é aqui!

CORPOROCRACIAS! MEDOcracias, DEMOcracias. MEDO, DEMO. TEMOR, MORTE. MORTEcracias! TEMORcracias! CORPOROcracias. Eleitores tolos mundo afora. Massa de manobra mundo afora que apenas validam os processos viciados e dirigidos para o domínio do mal! Saciar a fome do mal é mais fácil, pois o medo e o demo ajudam às práticas dominadoras corporativas transnacionais.

Pobre povo idiotizado de tão manipulado. Pobre povo idiotizado de tão manipulado.
O PIOR AINDA PODE PIORAR. E ESTÁ PIORANDO.

Parafraseando Roberto Requião, enquanto ex-senador da Republica, em Fev/2018, que tão bem sintetiza minhas ideias, pensamentos e reflexões de tantos anos (ver referências ao final):
“… Vamos ao contraveneno às sandices daqueles que acreditam que do lixo que produzem é possível brotar alguma vida.
Vamos lá.
1 – O foco do poder não está na política, mas na economia. Quem comanda a sociedade é o complexo financeiro-empresarial com dimensões globais e conformações específicas locais.
2 – Os donos do poder não são os políticos. Estes são apenas instrumentos dos verdadeiros donos do poder.
3 – O verdadeiro exercício do poder é invisível. O que vemos, na verdade, é a construção planejada de uma narrativa fantasiosa com aparência de realidade para criar a sensação de participação consciente e cidadã dos que se informam pelos meios de comunicação tradicionais.
4 – Os grandes meios de comunicação não se constituem mais em órgãos de “imprensa”, ou seja, instituições autônomas, cujo objeto é a notícia, e que podem ser independentes ou, eventualmente, compradas ou cooptadas por interesses. Eles são, atualmente, grandes conglomerados econômicos que também compõem o complexo financeiro-empresarial que comanda o poder invisível. Portanto, participam do exercício invisível do poder utilizando seus recursos de formação de consciência e opinião.
5 – Os donos do poder não apoiam partidos ou políticos específicos. Sua tática é apoiar quem lhes convém e destruir quem lhes estorva. Isso muda de acordo com a conjuntura. O exercício real do poder não tem partido e sua única ideologia é a supremacia do mercado e do lucro.
6 – O complexo financeiro-empresarial global pode apostar ora em Lula, ora em um político do PSDB, ora em Temer, ora em um aventureiro qualquer da política. E pode destruir qualquer um desses de acordo com sua conveniência.
7 – Por isso, o exercício do poder no campo subjetivo, responsabilidade da mídia corporativa, em um momento demoniza Lula, em outro Dilma, e logo depois Cunha, Temer, Aécio, etc. Tudo faz parte de um grande jogo estratégico com cuidadosas análises das condições objetivas e subjetivas da conjuntura.
8 – O complexo financeiro-empresarial não tem opção partidária, não veste nenhuma camisa na política, nem defende pessoas. Sua intenção é tornar as leis e a administração do país totalmente favoráveis para suas metas de maximização dos lucros.
9 – Assim, os donos do poder não querem um governo ou outro à toa: eles querem, na conjuntura atual, a reforma na previdência, o fim das leis trabalhistas, a manutenção do congelamento do orçamento primário, os cortes de gastos sociais para o serviço da dívida, as privatizações e o alívio dos tributos para os mais ricos.
10 – Se a conjuntura indicar que Temer [ou o atual escrotíssimo e sua quadrilha] não é o melhor para isso, não hesitarão em rifá-lo. A única coisa que não querem é que o povo brasileiro decida sobre o destino de seu país.
11 – Portanto, cada notícia é um lance no jogo. Cada escândalo é um movimento tático. Analisar a conjuntura não é ler notícia. É especular sobre a estratégia que justifica cada movimento tático do complexo financeiro-empresarial (do qual a mídia faz parte), para poder reagir também de maneira estratégica.
12 – A queda de Temer [ou do escrotíssimo de hoje, ou de qualquer outro poder, ditatorial ou não] pode ser uma coisa boa. Mas é um movimento tático em uma estratégia mais ampla de quem comanda o poder. O que realmente importa é o que virá depois.
13 – Lembremo-nos: eles são mais espertos. Por isso estão no poder.

Assim, o escrotíssimo e sua quadrilha são todos filhos de cool. Logo, foram todos defecados.
Portanto, são puro excremento fecal, fétido, nojento. E é assim mesmo.
Paridos pelo cool [ânus], só poderia dar nisso: excremento fétido, nojento, repugnante.

Pobre povo idiotizado de tão manipulado. Pobre povo idiotizado de tão manipulado.
O PIOR AINDA PODE PIORAR. E ESTÁ PIORANDO.


gustavohorta.wordpress.com

Algumas referências úteis, ou fúteis – a quem interessar possa:

– De Fev/2013 >> https://gustavohorta.wordpress.com/2013/02/20/democracias-medocracias-o-capeta-nunca-se-arrepende/ DEMOCRACIAS, MEDOCRACIAS – O CAPETA NUNCA SE ARREPENDE
– De Abr/2014 >> https://gustavohorta.wordpress.com/2014/04/02/claro-como-agua-de-pote/ CLARO COMO ÁGUA DE POTE
– De Fev/2018 >> https://gustavohorta.wordpress.com/2018/02/11/puta-que-o-pariu-nada-mais-o-chapeu-de-trouxa-e-marreta/ PUTA QUE O PARIU. NADA MAIS. O CHAPÉU DE TROUXA É MARRETA
– De Nov/2019 >> https://gustavohorta.wordpress.com/2019/11/29/good-morning-mother-fucker-chapeu-de-trouxa-e-marreta/ GOOD MORNING, MOTHER FUCKER. CHAPÉU DE TROUXA É MARRETA
– De Jun/2013 >> https://gustavohorta.wordpress.com/2013/06/13/arrependimento-nenhum-nunca-ou-sempre/ ARREPENDIMENTO NENHUM, NUNCA OU SEMPRE
– De dez/2020 >> https://gustavohorta.wordpress.com/2020/12/15/tente-se-lembrar-de-sua-classe-social/ TENTE SE LEMBRAR DE SUA CLASSE SOCIAL
– De Fev/2014 >> https://gustavohorta.wordpress.com/2014/02/14/tantas-coisas-que-eu-nao-sei/ TANTAS COISAS QUE EU NÃO SEI
– De Mar/2015>> https://gustavohorta.wordpress.com/2015/03/11/se-semear-grama-nao-colhera-trigo/ SE SEMEAR GRAMA NÃO COLHERÁ TRIGO
– De Out/2013 >> https://gustavohorta.wordpress.com/2013/10/17/com-a-vo-atras-do-toco/ COM A VÓ ATRÁS DO TOCO
– De Out/2018 >> https://gustavohorta.wordpress.com/2018/10/18/mensagem-para-meu-irmao-e-outras-coisinhas-outras-conversas-outras-reflexoes/ MENSAGEM PARA MEU IRMÃO… E OUTRAS COISINHAS, OUTRAS CONVERSAS, OUTRAS REFLEXÕES

DEMOcracias, MEDOcracias. O capeta nunca se arrepende!

16 jun

Vale a pena rever…

Gustavo Horta

Ocorrendo uma viagem bombástica de alguém sem nenhuma expressão mundial. Provoca de novo minha mente. Provoca de novo minhas reflexões. Alguém sem qualquer representatividade, apenas reconhecida após forte promoção internacional por tratar-se de uma ‘blogueira’ que atua em um regime ditatorial de uma insignificante, mundialmente falando, ilhota do mar do Caribe. Alguém que somente adquiriu algum renome face à incompetência e imbecilidade dos ditadores cubanos que converteram alguém inexpressivo em um perseguido em sua própria pátria por uma ditadura comunista obsoleta, anacrônica.

ImageProcurei saber quais seriam as publicações desta ‘blogueira’ e, de novo, nada expressivo ou que ao menos se aproxime de algum tratado ou ensaio digno de relevância. Retornaram em minha mente dúvidas que já tive em um passado recente, quando esta senhora esteve ainda proibida, de forma idiota e estúpida, de deixar seu país por um governo, no mínimo, nesta tratativa, imbecilizado por ideologias e pouco…

Ver o post original 777 mais palavras

NÃO SÃO POUCOS

16 jun

“Na primeira noite eles se aproximam
e roubam uma flor
do nosso jardim.
E não dizemos nada.
Na segunda noite, já não se escondem:
pisam as flores,
matam nosso cão,
e não dizemos nada.
Até que um dia, o mais frágil deles
entra sozinho em nossa casa,
rouba-nos a luz e,
conhecendo nosso medo,
arranca-nos a voz da garganta.”
– Maiakóvski

Não são poucos

Não são poucos os gestores dos diferentes poderes executivos, estaduais e municipais, que veiculam em suas propagandas o significativo aumento de empresas em seus estados e em suas cidades. Há um caso em Minas em que o prefeito apresenta números, com aumento de 17% na quantidade de empresas em seu município.

Não são poucos os meios de comunicação que apresentam, orgulhosa e cinicamente, o crescimento do número de empresas no país.
Não são poucos.

Não são poucos a usar dados verdadeiros para encobrir grandes mentiras. O nome disto é sofisma.
Não são poucos. No nosso podre país de pobres instituições, o sofisma é arma definitiva da política igualmente apodrecida.

O sofisma é o argumento, teoria ou raciocínio desenvolvido com o objetivo de manipular, produzindo a ilusão da verdade, idiotizando os incautos. Argumentos e teorias que, mesmo que a partir de verdades, simulam um acordo com as regras da lógica, apresentando, na realidade, uma estrutura interna inconsistente, incorreta e propositalmente enganosa, falsa, manipuladora. São argumentações que soam como verdadeiras, mas que cometem, voluntária e deliberadamente, incorreções lógicas e conclusões falsas, enganosas.

Originários da Grécia antiga, os “sofistas negam a existência da verdade, ou pelo menos a possibilidade de acesso a ela. Para os sofistas, o que existe são opiniões: boas e más, melhores e piores, mas jamais falsas e verdadeiras. Na formulação clássica de Protágoras, “o homem é a medida de todas as coisas”.
Os sofistas foram sábios que atuavam como professores ambulantes de filosofia, ensinando, a um preço estipulado, a arte da política, garantindo o sucesso dos jovens na vida política. Eles ensinavam a arte da retórica.”

Mas dei esta volta apenas para algum entendimento do papel ilusionista enganador vigente na podridão escrita da politicagem no país, igualmente deteriorado, em decomposição fétida dos organismos decadentes.
Não são poucos.

Nao são poucos. Neste caso, não são poucas ou, melhor dizendo, são, na verdade, na maioria, empresas individuais criadas para que as pessoas possam perseguir, nesse regime escravocrata atual [dito e apresentado como neoliberal], a possibilidade da aquisição do ‘pão nosso de cada dia’.

Um país uberizado, aifoodiado, com ciclistas, com os motociclistas, com os patineristas, com pedetristas…., as barbearias, os salões de beleza, manicures e pedicuros…
Todos empresas, todos empresários.
Não são poucos…

E assim caminham os manipulados, iludidos e enganados desse nosso país.
“Assim caminha a humanidade, com seus humanos desumanizados, e não são poucos.

gustavohorta.wordpress.com

N Ã O T E M F I M .

10 jun

N Ã O T E M F I M .

Não tem fim.

A história sempre se repetindo.
Não dá tempo de tomar um fôlego.
Sequer se pode respirar,
suspirar,
gemer,
chorar.
Não tem fim.

A história sempre se repetindo.
Na Barra pesada,
só gentilezas.
Importunar jamais.
Melindres, nunca.
Quando muito, o porteiro.
O porteiro sumiu.
Nada vi, nada ouvi, nem falar se pode,
claro que não.
De jeito nenhum.
A história sempre a mesma,
sempre a se repetir.

Não tem fim.
Higienópolis é Bélgica.
Avenida Paulista, Noruega.
Alphaville, Dinamarca.
Muitas Europas aqui.
A história sempre se repetindo.
Ricos à montante,
fonte de água limpa.
Pobres à jusante.
Água suja,
poluída,
contaminada,
em fezes abundante.
Noruegas, bélgicas, dinamarcas,
europas de brancos,
pureza local e aparente.
Toda a sujeira será à jusante.

Toda a sujeira está à jusante.
Sujeira e sujeira.
Santidade e pureza à montante.
À jusante tudo é permitido.
Não tem fim.

“Não existe pecado” a jusante.

A história sempre se repete.
Balas só se perdem à jusante.
Balas perdidas sempre encontram um peito.
Ou uma cabeça, uma cabecinha.
Intimidam,
amedrontam,
oprimem.
Não tem fim.

Mulheres, homens, crianças,
mulheres com crianças,
no braço, nos braços,
no abraço.
No ventre.
Não importa, não tem fim.
Pai, pais, mãe, mães
avós, tios, tias, irmãos.
Não Importa.
À jusante? Bala perdida,
intimidação,
maldade,
estupro,
sequestro,
massacre.
Tudo se esquece amanhã,
caso novo, outro irmão,
outra vez.
A história sempre a se repetir.
A história sempre feita repetir.
Não tem fim.
Não tem fim.

Não tem fim.
Um, dois, três,
quando passa a ser massacre?
Virar a direita, marche!
Reação?
Vira ato terrorista…

Não tem fim.

gustavohorta.wordpress.com

N Ã O T E M F I M .

Em uma semana, Dilma tratora os hipócritas Dória e Miriam Leitão e, de lambuja, detona a Globo  — Brasdangola Blogue

23 abr

Os imprudentes, Dória e Miriam Leitão, dois juramentados lavajatistas, foram medir Dilma pela régua deles e tomaram de volta o que mereciam, um passa-moleque daqueles certeiros e humilhantes. Os dois poderiam dormir sem essa. No caso de Miriam, o episódio vergonhoso fez ponte para que Dilma, com a mesma energia, detonasse seus patrões, os Marinho. […]

Em uma semana, Dilma tratora os hipócritas Dória e Miriam Leitão e, de lambuja, detona a Globo  — Brasdangola Blogue