DECISÃO JUDICIAL INJUSTA SÓ TEM UMA SAÍDA: DESCUMPRÍ-LA. PT, CONVOQUE ATOS PARA DEFENDER LULA, DIZ RUI COSTA PIMENTA DO PCO

14 mar

dx0celewsamhrrqÉ UM ESCÁRNIO…

OLHA SÓ QUEM ESTÁ A FRENTE DA (IN)JUSTIÇA DO MEU PAÍS…
“COM O SUPREMO, COM TUDO”.
POBRE BRASIL, VIROU UM PUTEIRO.
POBRE BRASIL, VIROU UM BORDEL.
POBRE BRASIL, VIROU UMA SURUBA.
E O PIOR DE TUDO É QUE NO MEIO DESTE BACANAL BRAZZIIILL ESTÁ O NOSSO CU.
ESCRACHADO, ESCULHAMBADO, ESCULACHADO, ARREGAÇADO…
POBRE POVO BRASILEIRO, POBRES DE NÓS.

Gustavohorta.wordpress.com

Produção Afinsophia

Esta não é a primeira, nem a segunda vez que nos reportamos à decisão do juiz Moro e dos três juízes do TRF-4 de Porto Alegre acerca da decisão que tomaram condenando o maior e melhor presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva.

Se a decisão fosse justa, com provas robustas indefensáveis não viríamos aqui defender Luís Inácio Lula da Silva. Não teríamos motivos para defendê-lo, mas, está provado que os juízes criaram fantasmagoricamente provas falsas, não reconheceram os depoimentos de testemunhas que inocentavam Lula. Lula é inocente. Lula é o maior representante da classe trabalhadora. Lula nasceu no paupérrimo sertão Pernambucano. Garanhuns. Foi pra São Paulo. Tornou-se torneiro mecânico. Organizou com outros trabalhadores o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Teve ao seu lado Marisa Letícia que hoje não estando conosco fisicamente deixa esse papel para seus queridos aliados. Aliados que são milhares, como Adriano Diogo, Fernando…

Ver o post original 353 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: