Os patéticos

15 jun

“FARINHA DO MESMO SACO”, VOCÊS

https://gustavohorta.wordpress.com/2018/06/13/farinha-do-mesmo-saco-voces/

Pois bem. Vocês deram o golpe derrubando um governo legítimo, eleito democraticamente pela maioria da população, a pretexto de punir crimes cometidos pela então Presidente da República.
….

gustavohorta.wordpress.com

#LULALIVRE
#LULA2018

pateticos

O LADO ESCURO DA LUA

Ver o post original

Anúncios

A VERDADEIRA MISSÃO DA PETROBRÁS

15 jun

“FARINHA DO MESMO SACO”, VOCÊS

https://gustavohorta.wordpress.com/2018/06/13/farinha-do-mesmo-saco-voces/

Pois bem. Vocês deram o golpe derrubando um governo legítimo, eleito democraticamente pela maioria da população, a pretexto de punir crimes cometidos pela então Presidente da República.
….

gustavohorta.wordpress.com

#LULALIVRE
#LULA2018

ZÉducando

Vídeo esclarecedor !


Ver o post original

COMO É LONGA ESTA DESCIDA…

15 jun

20180615_112658

Vou passando bem em frente à casa das meninas da vila. Muito cedo ainda. Silêncio grande. Todos ainda devem dormir. Afinal ontem, e em quase todas as noites, a agitação e a alegria são grandes. Há quem ache contagiante.

Passei a pracinha. Duas mulheres ali sentadas a esperar pelo ônibus, eu acho. Uma senhora gorda. Uma menina bonita. Mas não conversavam quase nada. Pode ser pelo frio. Estavam meio encolhidas, braços e pernas cruzadas, parecendo se protegerem da baixa temperatura.

Subindo rumo à padaria, à farmácia, ao boteco do Aníbal, à mercearia, também do Aníbal, bar do Cansanção, lojinha da Lúcia,…, comércio intenso, e nem é “down town”.

Parei na farmácia e ali deixei um cheque em pagamento a uma dívida com o veterinário. Puxa, que conta cara. Mais de quinhentas pratas. A menina da farmácia preferiu passar o cheque para a moça da lojinha ao lado. Entendi não. Avisei ao meu credor onde estava seu pagamento e segui em frente e acima. Continuei subindo a pequena ladeira. Parecia pequena.

Uma caminhada diária para ver se saio dos três dígitos no meu peso. Mais de um metro no perímetro do “pancepis”.

Bem na esquina vejo um monte de cabritos a pastar sem sequer erguer as cabeças. Muito capim naquele lote. Os cabritos, uns dez, devem ter sido colocados ali por estes dias.

Encontro com a Rita, irmã do meu amigo Júlio. Ela parecia brava. Mas parece que ela está sempre brava. Porém, ao contrário, sorriu delicada e gentilmente para mim em um cordial bom dia. “Está brava?”, perguntei. “Que nada, apenas pensativa.” Apertamos as mãos e eu segui.

Led Zeppelin muito agitado em meus ouvidos. Adoro estes caras. Grande companhia nesta caminhada, desde minha adolescência. Como dizia Belchior, eu acho que foi ele, “meus ídolos ainda são os mesmos”. Evolui pouco. Acho que felizmente, rs rs.

Agora já não é mais uma rampa. Ando pelo plano e rapidamente. O coração precisa acelerar. E acelera…

Viro uma dobrada e uma senhora pisoteia alguns poucos grãos de café a secar ao sol que ainda vai aparecer, preguiçoso nesta manhã. Ela, já bem idosa, concede-me um gentil bom dia, em resposta ao meu aceno preliminar. Curioso que o pessoal daqui dificilmente toma a iniciativa ao cumprimento, ainda que sempre respondam com um sorriso largo, algumas vezes sem os dentes todos. Ela sorri, confirma serem grãos de café, mas só para o gasto.

Agora estou descendo a ladeira.

“Bom dia, senhora. Bom dia, senhor”. Muitos me conhecem pelo nome, mas eu não tenho a mesma delicadeza, um infortúnio que me veio com a idade. Na verdade, nunca fui muito bom com nomes. Eu era muito bom com as fisionomias. Hoje em dia, nem isso. Uma chatice isso.

Sigo minha descida. Desço e desço. Descida longa. Parece maior do que fora a subida. Estranho, é ou não é? Tantas e muitas vezes é ao contrário, né não? As subidas parecem mais longas… vai entender. Desço e desço.

Lá em baixo parece ter alguém conhecida. Mas está muito distante e aí não dá para ter certeza. Senão eu abanaria a mão em um aceno. Tive que me conter.

Minha cabeça funciona sem parar, ainda que o som meio alucinante do Led possa me distrair. Viajo junto. E que viagem. “Custard pie”. A voz única de Robert Plant, aquela guitarra tremenda do Jimmy Page com a batida exclusiva de Jonh Bonham, teclados e baixo extraordinário do Jong Paul Jones… Puxa, como estou velho, né?

Arrisco cantar em voz alta, ninguém por perto, nem uma alma viva. Soltei a voz…por sorte nem eu nem ninguém pôde ouvir. Deve ter sido um desastre. Mas foi uma viagem “mucho loca”. Bom demais. “The Lemon Song”, uma obra prima de Page e Plant. Hummm!

Muitas voltas na pracinha, umas dez. Bem monótono. Mas é o ‘pancepis’… Mais de um metro, bem mais. Àquelas duas estavam mesmo a esperar pelo ônibus que acaba de chegar, com um dos motoristas que todos conhecemos. A cobradora é a Regis, irmã da Rita e do Júlio, que são também cobradores na linha.

Consigo mirar ao longe a cervejinha que me espera. Vai acabar pondo tudo a perder.

Quer saber, foda-se. Que se foda, que se dane. Eu mesmo. A descida é mais longa do que a subida. Parece não ter fim, mesmo que se possa ver o final, logo ali. Mas não chega nunca.

QUEM SABE?

14 jun

Cachacinha envelhecida no tonel de castanha, bom demais.

Sozinho sem solidão. Coração apertado por razões outras as quais não consigo controlar.

Sozinho sem solidão. Minha mente divaga por caminhos estranhos, uma selva estranha de gente infeliz.

Sozinho sem solidão. Olho ao meu redor, vejo o por do sol, sol brilhante entre nuvens, sou brilhante ao pé da serra de Igarapé.

Sozinho, mas não solitário. Sozinho sem solidão. Um bom naco de carne de porco, bem poderia ser carne de lata. Só que não. ‘Figuinho’ acebolado com jiló, dobradinha ou angú à baiana, caldos tantos e muitos… quanta coisa boa tem por aqui.

Gole gostoso, uma cachacinha.  Que cachacinha boa, sô. Não me lembro  quem me deu esta garrafa. Bem sei que não a comprei.

Sozinho, mas não solitário. Sozinho sem solidão.

Amanhece e depois anoitece. Todo dia igual, mesmo que os dias sejam tão diferentes uns dos outros.

Amanhece e depois anoitece.  Sozinho sem solidão. Sozinho, mas não solitário.

Ando bebendo bastante e a vontade de pitar é bem grande. Pode ser mesmo que eu ainda volte a pitar um palheiro. Ando bebendo bastante, talvez muito. Sei lá.

Quem sabe? Tô nem aí .

Amanhece, depois anoitece. Led Zeppelin não combina de modo algum, de jeito nenhum – ‘Tangerine’. Fazer o quê?

20180614_183958

ROMPENDO A CERCA DO APARTHEID – A função social da terra VS O sagrado direito à propriedade (Reflexões sobre a Guerra de Classes)

14 jun

“FARINHA DO MESMO SACO”, VOCÊS

https://gustavohorta.wordpress.com/2018/06/13/farinha-do-mesmo-saco-voces/

… …Vocês são cúmplices, e se mantêm cumplices, do juíz e da Justiça que mantém preso um cidadão sobre o qual foram imputados crimes inexistentes, como sistematicamente vem sendo provado. Vocês são cúmplices da Justiça institucionalizada (ou da inJustiça institucionalizada, como sugeriu uma leitora) que se mostra cega e impotente diante de crimes consagrados com provas daqueles que vocês escolheram com seu apoio e com suas panelas assumir o poder sobre toda a nação brasileira.

Vocês são cúmplices, falsos patriotas traidores. Vocês são cúmplices quando não são coautores e partícipes de toda a sacanagem deste bordel Brazil. Não. Não está errado. É mesmo com “z”, tendo uma bandeira que agora sim é vermelha: vermelha, azul e branca. … …

https://gustavohorta.wordpress.com

#LULALIVRE
#LULA2018

A CASA DE VIDRO

Há esses períodos turbulentos da História em que falar em “luta de classes” parece demasiado suave para a virulência das discórdias. E somos então tentados a falar que há, em incandescência, uma autêntica Guerra de Classes.

Com seus mais de 60.000 homicídios anuais (como indica o Atlas da Violência de 2018), o Brasil não consegue mais sustentar a auto-imagem falsária de “país cordial” – esta fantasia não cola mais.

Somos, ao contrário, o território dos massacres, das chacinas, da violência estrutural institucionalizada. Terrinha do terrorismo de Estado: da aniquilação violenta da oposição armada ao regime militar (vide o caso da Guerrilha do Araguaia entre 1972 e 1974) aos mais recentes horrores em Eldorado dos Carajás (Pará, 1996) ou no Presídio do Carandiru (SP, 1992).

LEITURA SUGERIDA:  ONU afirma que anulação dos julgamentos que condenaram 74 policiais militares pelo Massacre do Carandiru ‘manda uma mensagem preocupante de impunidade’ (Setembro de 2016…

Ver o post original 2.164 mais palavras

Damous: Por baixo da toga de Moro aparece a camisa do PSDB – Portal Vermelho

14 jun

“FARINHA DO MESMO SACO”, VOCÊS

https://gustavohorta.wordpress.com/2018/06/13/farinha-do-mesmo-saco-voces/

… …Vocês são cúmplices, e se mantêm cumplices, do juíz e da Justiça que mantém preso um cidadão sobre o qual foram imputados crimes inexistentes, como sistematicamente vem sendo provado. Vocês são cúmplices da Justiça institucionalizada (ou da inJustiça institucionalizada, como sugeriu uma leitora) que se mostra cega e impotente diante de crimes consagrados com provas daqueles que vocês escolheram com seu apoio e com suas panelas assumir o poder sobre toda a nação brasileira.

Vocês são cúmplices, falsos patriotas traidores. Vocês são cúmplices quando não são coautores e partícipes de toda a sacanagem deste bordel Brazil. Não. Não está errado. É mesmo com “z”, tendo uma bandeira que agora sim é vermelha: vermelha, azul e branca. … …

https://gustavohorta.wordpress.com

#LULALIVRE
#LULA2018

Featured Image -- 27672

wadih_damous103500

A Estrada Vai Além Do Que Se Vê

O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) denunciou a decisão de Sérgio Moro – tomada em abril e somente agora revelada – de se arvorar dono das provas obtidas pela operação Lava Jato e impedir que os órgãos de controle – CGU, AGU, Banco Central, TCU, Receita Federal e CADE – ‘incomodem’ criminosos delatores que fizeram acordo para redução de suas penas.

Fonte: Damous: Por baixo da toga de Moro aparece a camisa do PSDB – Portal Vermelho

Ver o post original

[VÍDEO] “MORO TIRA TOGA E REVELA TATUAGEM DO PSDB”, DIZ DAMOUS

14 jun

“FARINHA DO MESMO SACO”, VOCÊS

https://gustavohorta.wordpress.com/2018/06/13/farinha-do-mesmo-saco-voces/

… …Vocês são cúmplices, e se mantêm cumplices, do juíz e da Justiça que mantém preso um cidadão sobre o qual foram imputados crimes inexistentes, como sistematicamente vem sendo provado. Vocês são cúmplices da Justiça institucionalizada (ou da inJustiça institucionalizada, como sugeriu uma leitora) que se mostra cega e impotente diante de crimes consagrados com provas daqueles que vocês escolheram com seu apoio e com suas panelas assumir o poder sobre toda a nação brasileira.

Vocês são cúmplices, falsos patriotas traidores. Vocês são cúmplices quando não são coautores e partícipes de toda a sacanagem deste bordel Brazil. Não. Não está errado. É mesmo com “z”, tendo uma bandeira que agora sim é vermelha: vermelha, azul e branca. … …

https://gustavohorta.wordpress.com

#LULALIVRE
#LULA2018

Featured Image -- 27672

whatsapp  RECEBA nossas ATUALIZAÇÕES direto no WHATSAP 


Sergio Moro se nega a julgar processo que envolve Beto Richa

“Se Sérgio Moro tirar a toga por baixo vai aparecer a camiseta do PSDB!”, disse o Deputado Federal Wadih Damous (PT-Rio) referindo-se à escandalosa decisão do Juiz Federal Sergio Moro em não julgar um caso em que envolve o “companheiro de partido” Beto Richa.

Em sua página pessoal do Facebook, o petista publicou: 
“Justiceiro de Curitiba se negou a julgar um processo da Lava Jato que envolve Beto Richa, governador do Paraná pelo PSDB licenciado para concorrer às eleições.”

ASSISTA: 


O Urbs Magna🌐 é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e/ou em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.

whatsapp  RECEBA nossas ATUALIZAÇÕES direto no WHATSAP 

Ver o post original 46 mais palavras