Olha só. Uma prosinha virou isso… Danou-se

24 jun

Uma leitora deixou um comentário em uma de minhas crônicas, publicando-o. Foi um pretexto, foi uma deixa. Aproveitei…

A crônica comentada foi “Os verde-amarelo: inimigos mortais do Brasil, por Malu Aires” – “Nem Inglaterra, nem Estados Unidos, nem Alemanha, nem Itália acreditam mais na cura do Brasil. Pediram que seus cidadãos voltem imediatamente aos seus países. O Brasil precisa de ajuda, contra um inimigo mortal – os verde-amarelo. Não há mais como tolerar os verde-amarelo destruindo nosso país […]”, e constava do seguinte (fiz a adequação da linguagem, pontuação e do vocabulário, portanto não é exatamente o original):

– “Não é de hoje que o Brasil está afundando não. Muito antes desse governo, a saúde e a educação já eram uma tragédia. Um presidente do Brasil ir preso?! Viramos piada, né??? Eu não acredito mais em ninguém, estamos todos é dentro d’água.”

Em geral eu não cuido de responder aos questionamentos desta natureza. por vezes apenas os publico e não comento. Outras vezes eu os excluo, sempre que sejam identificadas agressões ou que se observe baixo calão. Não foi o caso. Resolvi responder:

– “Lamento muito que este seja seu pensamento.
Penso que pode ser por conta de um ódio estranho dentro de você. Sei lá. O obscurantismo de suas afirmações me deixou um tanto incomodado. Você consegue comparar a mentira fraudulenta atual do mentiroso eleito com governos anteriores, e isto é de um impropério extraordinário, só sendo possível em mentes inteiramente manipuladas, ignorantes ou más.
Já tivemos, pós ditadura, alguns bons governos. Muitos são os que foram muito melhores do que este mentiroso e canalha que hoje usurpa a presidência a partir de eleições corrompidas, desde o golpe aplicado, iniciado em 2014 com o cheirador de pó/cocaína, que não aceitou o resultado democrático da urnas e passou a sabotar o país, juntamente com estes políticos do tal Centrão. Seguiu em frente com o golpe em 2016, com o “impeachment” golpista da presidente eleita democraticamente [depois de uma sabotagem fragorosa que destruiu o país, irrecuperável até os dias atuais], continuando com o vampiro temeroso e sendo fortalecido com as estranhas eleições de 2018.

Sinceramente, não sei se foi perda de tempo. De novo sinceramente, espero que não. Mas ali estava esta oportunidade de escrever esta crônica de hoje. Fui em frente.

Fato é que este covil em que se transformou o Brasil está fazendo isto com as pessoas: perda de esperança, perda de capacidade de acreditar que há solução, que pode ‘haver luz no fim do túnel‘, ainda que esteja muito distante.

Estes canalhas completaram, estão completando, o crime inicialmente aplicado pelos verde-amarelo. Os verde-amarelo nos roubaram as cores, nos roubaram nosso hino, nossa bandeira, nossa pátria. Eles nos roubaram nossa dignidade e nos impuseram a visão fascista de que possa existir um herói a nos “salvar”. Na falta de competência e de inteligencia na direita, que tentou de todas as maneiras nos convencer até de que o apesentador medíocre de tv seria uma boa opção, um bom candidato, aquele do caldeirão que nele nos ferveria, decidiram apoiar com a força de todas as podres instituições brasileiras, um mentiroso covarde que sequer se apresentava para debater ideias ou planos de governo ou mesmo algum projeto. Com o STF, com tudo, com as Tênues Desarmadas – TTDD, com a mídia, com o judiciário, com as forças estrangeiras e o departamento de estado estadunidense, com o empresariado do Brasil e multinacional e suas associações ali da avenida Paulista e seus patos infláveis, com as organizações e instituições de classe, como a ordem dos advogados, por exemplo, que abertamente apoiaram o golpe desde o princípio, com todos os poderes da República e da frágil democracia brasileira, conduziram a sociedade à escolha do mentiroso e sua quadrilha ao poder. Destaque importante para o juizeco marreco de Maringá/Curitiba e seus asseclas da República do sul do Brasil, baseada no estado do Paraná- todos muito milionários hoje em dia -, ponta de lança do departamento de estado estadunidense e a ‘rede esgoto’ de mídias, associados e acumpliciados ao processo arrasador da falsas notícias (“fake news”) nos aplicativos como o WhatsApp.

O juizeco, o sinistro ex-juiz, que veio a se tornar ministro no governo do mentiroso, articulou todo um processo recheado de falsidades, mentiras fraudulentas e de maracutaias para retirar aquele que seria um candidato eleito em primeiro turno, para favorecer o mentiroso. Para tanto, contou com um grupo de asseclas no ministério publico federal, procuradores e promotores que a ele respondiam, como ficou demonstrado nos mais variados vazamentos apresentados pela “Intercept Brasil”, mostrando a orientações do juiz-acusador e parcial. Ao mesmo tempo, a sociedade foi inundada com as mais inverossímeis “fake news”, que repetidas por tantas vezes, foram digeridas e aceitas pela ignorância maciça. Este mecanismo já funcionara nos EEUU para a eleição do mentiroso sem escrúpulos que hoje eles têm lá na presidência deles. Esta estratégia também influenciara o povo da Grã-Bretanha a deixar a comunidade européia, na conhecida manobra do “Brexit”.

Hoje, o covil – “Um covil? Não. O Covil” – “O COVIL. O covil https://youtu.be/vqSog5Oi15E Um covil? Não.  O COVIL. https://gustavohorta.wordpress.com/2020/06/23/um-covil-nao-o-covil/ O Brasil foi tomado por uma quadrilha, sempre lembrando, com a forte e determinada ajuda da rede exGoto e do juizeco imoral de Maringá, Curitiba & CIA, com silêncio, cumplicidade, conivência e conveniência de todos os poderes da República, com os […]”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: