Militar traficante aceita pena para abafar escândalo do “Aerococa”

10 abr

Voz Operária

Manoel Silva Rodrigues, o militar preso na Espanha carregando 39 kg de cocaína no avião da comitiva da Presidência da República, aceitou a pena de 6 anos de prisão e multa de 2 milhões de euros.

O militar traficante foi julgado hoje, dia 24 de fevereiro de 2020. Em um julgamento relâmpago, a defesa do traficante abriu mão do direto a fala e aceitou a culpa. O fiscal antidrogas da Espanha renunciou a maioria das testemunhas e somente falaram os guardas que prenderam o traficante no aeroporto de Sevilha.

Ao passar a mala na máquina de raio X, o militar disse que se tratavam de tabletes de queijo, porém o conteúdo tinham outro aspecto. Ao descobrirem que se tratava de cocaína, o militar se calou e não respondeu mais nenhuma pergunta, afirmaram os guardas espanhóis. Muito embora, Gabinete de segurança Institucional (GSI) tenha desligado o radar da aeronave para…

Ver o post original 388 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: