Citação

Saia de cima do muro, por favor!

25 out

EU AVISEI
EU AVISEI
EU AVISEI

images (71)

via Saia de cima do muro, por favor!

Eu me dirijo sobre tudo aos 30 milhões de brasileiras e brasileiros que se omitiram no 1º turno e que agora se analisarem com cuidado as duas propostas devem sentir que a omissão neste momento pode os jogar num fosso de violência e de atraso. Apresento aqui o resultado de minha leitura apenas com o objetivo de estimular que exatamente leiam as propostas para sentirem se vale a pena ficar omissos e deixarem que os outros decidam por si.  Mais do que isto, venham para a campanha para nos ajudar a evitar uma tragédia que permitir que os militares voltem a tutelar a nossa política.

Os estudantes da USP abriram uma página com o título “saindo do muro” e discutem as duas propostas mas também lá tem um link que você pode usar para acessas as propostas que se encontram registradas no site do TSE,  Saindo de cima do muro
Eu li os dois projetos de governo. A proposta de Haddad representa uma correção de rumos do plano de governo do PT como Haddad já disse várias, corrigir erros cometidos que foram erros que acontecem quando se trabalha para alterar uma realidade infame com milhões de brasileiros na miséria, e o Brasil saiu do mapa da fome mas certamente erros foram cometidos na tentativa de resolver este problema angustiante para milhões de brasileiros. Foram erros e não crimes.

É interessante observar que o plano do outro é uma cópia deformada da proposta de Haddad e começa com três frases de efeito, Constitucional, eficiente, fraterno.

E segue desenvolvendo estas ideias como se fossem verdades para uma proposta de quem está ferindo a Constituição com o a corrupção do Caixa 2 inclusive envolvendo empresas estrangeiras no processo e desrespeitando violentamente as regras eleitorais. Ora quem durante a campanha eleitoral distorce todo o processo com o objetivo de ganhar uma eleição, como, irá depois respeitar a Constituição. Como respeitar a Constituição se hoje eles infiltraram o STF e o STE com militares para intimidar aqueles que devem proteger a Constituição. Se um dos filhotes do candidato goza do STF dizendo quem nem um jipe é necessário para fechá-lo bastando um cabo e um soldado, e claro, quando a coisa foi divulgada correram para estancar a ferida, serão eles a respeitarem a Constituição? Como respeitar a Constituição se o próprio cabeça de chapa em discurso divulgado na Internet avisa que os vermelhos, nós da esquerda, teremos duas opções, o exílio ou a cadeia, seria este o respeito que eles entendem da Constituição ou será esta uma resenha da Constituição que pretendem editar em substituição à Constituição Cidadã? Depois o vice da chapa já mencionou a reforma da Constituição, logo em vez de respeitá-la se propõem a violentá-la diretamente.

A outra etiqueta de efeito é a eficiência. E aqui o vazio é enorme quando a eficiência vem de alguém que em 27 anos de deputado conseguiu fazer passar dois projetos e de natureza pífia, deixando para trás um monte de bobagens que nem mereceram ser analisadas como a sua proposta de alterar o nome da costa brasileiras chamando-a de Mar de Médice, o nome do pior dos dos ditadores que nos assolaram depois do golpe de 1º de abril de 1964 que o presidente do STF, agora sob controle dum general, decidiu que passaria a chamar de movimentação de 64 provocando o riso de historiadores e sociólogos.  Como deputado Bolsonaro é um exemplo de falta de eficiência até mesmo para gerir uma agenda que ele poderia ter, e nunca teve, pois somente conseguiu aparecer durante este tempo todo para mostrar uma face violenta e cheia de ódio, por sinal em contraste com a próxima etiqueta.

A última etiqueta que abre o programa, que nem bem é um programa, mas se assemelha a uma apresentação de “power point” lembrando o falido Dallagnol! A campanha, e ainda é apenas a campanha, os seguidores do candidato vem espalhando por todo o Brasil algo pode se chamar de qualquer coisa menos mesmo de fraternidade. Não esquecendo do discurso de ódio em que promete nos levar, os opositores, a escolher a saída do país ou a prisão. É a fraternidade com que ele nos acena!

Mas você pode ler você mesmo o programa e constatar que se tratam de flashes com levanta problemas sem nenhuma mostra objetiva de que os saberia resolver, como a educação, onde surge a ideia da educação à distância economizando professores, merendeiras, merendas, material escolar e remetendo para os pais a tarefa de educar. Dentro do flash-educação apresenta uma síntese do que é possível falando que a educação não deve ser dirigida mas deixada em total liberdade para que os pais decidam o seu direcionamento, algo que parece bonito, como parece bonito todo o projeto. Enquanto Haddad promete reativar os investimentos em educação e inclusive tornar federal o Ensino Médio, o grupo Bolsonauro promete desinvestir em educação, economizar, jogar para os ombros dos pais a responsabilidade educacional sob a direção, agora sim, os pais vão receber um direcionamento à distância para dirigi-los na tarefa educacional, claro sem pagamento adicional para isto e consequentemente mais uma vez a mulher seria sacrificada virando a professora dos seus filhos estudantes e como também será forçada a trabalhar para complementar a renda familiar que o projeto promete ser reduzida em tempos duma economia adjetivada e direcionada para o ajuste fiscal que eles ainda adjetivam de severo. Novamente, no projeto de governo, eles pensam na mulher mas como uma trabalhadora sem perspectivas e sem valor.

A pesquisa centralizada foi outro dos erros do programa do PT embora apenas tenha convivido com ele sob herança do que recebeu. Nossas universidades são geridas por duas super reitorias chamadas de CAPES e CNPq. Elas são dominadas por grupos vem das grandes universidades e que tratam de manter o controle do investimento voltado para os grandes centros repetindo  o estilo de concentração de renda dentro do sistema de pesquisa brasileira. Apesar das distorções deste sistema centralizado, e como consequência das lutas dos docentes via um sindicato docente muito forte e combativo, a ANDES, um pouco deste erro foi controlado, mas ele existe e deverá ser um dos pontos em que deveremos colocar o dedo na ferida durante o governo Haddad para que nossas universidades consigam dar um salto que nos leve a posição 1ª na economia mundial saindo da honrosa 6ª em que chegamos, quando eramos na era fhc, a 17ª economia. Na proposta do grupo Bolsonauro se destila fácil a vontade de privatização em que a estudante deve ser dirigida para fomentar o “empreendedorismo levando o jovem a sair da faculdade para abrir a sua empresa” e é fácil compreender que não é este o caminho da Universidade, uma incubadora de empresas como a ideologia neo liberal entende que todos nós na sociedade seremos capitalistas. E aqui se situa um general que parece ser o ideólogo educacional do grupo dizendo que somente os pobres de alto nível é que precisam ir para a Universidade, acrescentando que nem todos poderão ficar ricos.  E não se esqueceram de mencionar Paulo Freire mas para garantir que devem erradicar qualquer marca de brilhante passagem pela educação brasileira.
Foram erros, não foram crimes, que o PT cometeu ao longo dos 12 anos em que governou. E foram erros que são naturais de quem enfrentava problemas urgentes, como no caso da fome, havia outra situação angustiante que era a possibilidade de crescimento e desenvolvimento individual e era preciso urgentemente ampliar as vagas nas universidades, escolas técnicas e em geral no Ensino Médio e Fundamental. Novamente aqui houve erros como uma abertura gigantesca para a iniciativa privada quando cresceram gigantescas raposas do Ensino dentro do quadro do Ensino à Distância oferecendo um ensino de qualidade entre ruim e duvidoso quando este dinheiro deveria ter ido para as Universidades públicas para que nelas fossem abertas mais vagas, tanto para estudantes, para professores, técnicos de laboratório e técnicos administrativos, por um lado criando distribuição de renda e por outro fazendo o conhecimento chegar a todos os rincões do território nacional. Mesmo com os erros, foram criadas mais universidades e campus universitários que nos 400 anos anteriores de existência do Brasil. Foram erros e não crimes.

Mas penso que estou lhe dando uma razão para ir ler os dois programas e fazer anotações, as suas próprias anotações como eu estou aqui fazendo as minhas para levar para um discussão, hoje, quinta-feira, amanhã, sexta-feira e no dia 27, no sábado para que a vira-volta seja muito maior do que esta que já estamos verificando, que levemos 30% de votos indecisos para se somarem ao nosso campo de campanha, e isto poderá projetar que o resultado venha a ser 40.76% para Boso e 59.22% para o Brasil Feliz de Novo. Se é que não poderemos chamar mais gente que hoje se confessa iludida pelo grupo Bolsonauro para vir se juntar ao Brasil Feliz de Novo e talvez possamos sair dos 59.22% para 70% dando uma reposta clara aos militares que não aceitamos a sua intervenção e é preciso que esta voz fique clara.

NA ÉPOCA DA DITADURA A GENTE TINHA QUE CONVERSAR SOBRE POLÍTICA SOMENTE NOS CANTINHOS PORQUE “AS PAREDES TINHAM OUVIDOS”. HOJE EM DIA, ÀS VÉSPERAS DE OUTRA DITADURA AINDA PIOR DO QUE FOI A DO GOLPE DE 1964, “OS OUVIDOS TÊM PAREDES”!
TRISTE DEMAIS.

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2251983428210052&id=216141731794242

181015_tortura_fernando-botero

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: