O CARA TÁ PRESO! DÁ PRA ACREDITAR? O CARA TÁ PRESO.

20 jun

 

O apartamento não é do cara. Não era do cara. Não seria do cara. Não estava prometido para o cara. O apartamento não é do cara.

O apartamento foi penhorado pela Construtora para obter recursos.

O apartamento foi leiloado pelo juiz parcial, tendencioso e farsante. O apartamento não seria arrematado neste leilão não fosse alguém ligado à quadrilha o arrematante. O leilão do referido apartamento, leiloado por ordem do juiz parcial, tendencioso, trapaceiro e farsante, resultou na apresentação de um único lance de uma empresa, que não existia até na véspera do evento. A empresa que arrematou o referido apartamento só passou a existir para arrematar a tal cobertura do inferno.

O tal apartamento teria sido reformado para se tornar uma verdadeira mansão nas alturas, a um custo, como consta no processo e na sentença emitida pelo tal juiz parcial, tendencioso, trapaceiro e farsante, de 1,3 milhão de reais. Esta reforma, entre outras coisas, contemplaria a instalação de um elevador interno e de uma magnífica cozinha gourmet. Houve até um cidadão que testemunhou a realização de tal reforma e que, posteriormente, saiu candidato a vereador pelo partido da quadrilha.

Porém, como se pôde ver, através de ação contundente do MST comandado pelo sr. Boulos, não houve reforma nenhuma no apartamento dos infernos.

Mas, como assim?

Os peritos do Ministério Público não teriam realizado uma vistoria no apartamento dos infernos? O juiz tendencioso, parcial, farsante e trapaceiro emitiu uma sentença condenatória de 9 anos e alguns meses para o cara cumprir em regime fechado sem verificação in loco das acusações apresentadas através de algum de seus prepostos? Os promotores, tão dados e afeitos a jejuns, penitências, orações, pregações evangélicas e técnicas eletrônicas, “powerpoint”, por exemplo, também não teriam feito uma vistoria no local?

 

Por que não mandaram para lá, para fazer uma perícia, aquele policial federal, o japonês da federal, que, aliás, parece estar envolvido em contrabando, com condenação em primeira instância, e que hoje preside um partido político lá no Paraná (sempre lá) e será candidato a cargo eletivo em 2018? Por que não mandaram para lá, para fazer uma perícia, aquele delegado da Polícia Federal que gosta de atirar com pistola 9 mm em manifestantes durante as noites e também é afeito a fazer pichações a favor de um determinado candidato à presidência da República (um tal de boçalnaro) no ano de 2018?

 

 

Será que não havia nenhum policial federal ou delegado da Polícia Federal disponível para uma averiguação naquele apartamento dos infernos, o tal triplex do Guarujá?

A gente pode até estranhar as coisas assim, não é?

 

Afinal de contas somente a palavra daquele zelador, posteriormente candidato a vereador, prevaleceu sobre qualquer perícia? Seria então caracterizado um crime de perjúrio e de falso testemunho que, além de crime, é um “pecado mortal”, posto violar um dos dez mandamentos aos quais os tais evangélicos evangelizadores manipuladores do MPF deste caso se dizem tão fiéis. Todas as caminhonetes pretas reluzentes de cabine dupla, chiques e alinhadas, quantas aeronaves, quantos helicópteros e a Polícia Federal não pôde ou não quis fazer uma perícia no tal triplex do Guarujá, o apartamento dos infernos?

Ora bolas, mas há diversas notas fiscais de empresas ditas idôneas, ainda que sejam lá de Curitiba (sempre dali) e com proprietários filiados ao partido golpista que traiu, trai e trairá o povo brasileiro, que comprovam a realização das tais reformas, comprovadamente inexistentes.

tot01xbm0kc-1562563394

Ué, que coisa estranha! O apartamento dos infernos, o tal triplex do Guarujá não é do cara. O apartamento dos infernos, o tal triplex do Guarujá, não passou por nenhuma reforma.

Entretanto, o juiz, tendencioso, trapaceiro, farsante e parcial, os seus colegas da promotoria pública, conhecida como Ministério Público Federal, condenaram o cara pela posse do apartamento dos infernos, o tal triplex do Guarujá e pela reforma inexistente no tal apartamento dos infernos que o cara teria recebido em propina da construtora.

 

images (55)

Com que se poderia comparar essa história? Com a rainha que cortava cabeças lá no fundo da toca do coelho? Seria este grupo comandado por uma rainha como tal? Quem é esta gente?
Quem é esta gente que compõem estes quadros do Ministério Público Federal e da Polícia Federal, ali na instância do Paraná? Quem é este juiz parcial, tendencioso, farsante e trapaceiro, que já tem história em outras tramas envolvendo os mesmos doleiros e o mesmo partido, ao qual ele protege – um tal escândalo do BANESTADO – Banco do Estado do Paraná (sempre ali, de novo)? Quem é esse senhor, cuja esposa está ligada a um escritório associado às propinas de uma outra grande Construtora (Odebrecht), como denunciou o sr. Tacla Duran? Quem é este senhor cuja esposa está ligada ao escândalo de desvio de verbas na APAE do Paraná (ali, de novo).

Quem controla o trabalho desta gente que consegue imputar penas a um cara a partir da posse de um apartamento dos infernos, o tal triplex do Guarujá, que não pertence ao cara e a partir de uma reforma milionária no mesmo apartamento dos infernos, que nunca foi realizada? Quais são as instituições que supervisionam o trabalho desta gente que comete erros desta natureza, gente que fica feliz e contente, impune, ainda julgando em plena atividade e desfilando mundo afora?

images (47)

Para completar uma história tão difícil de acreditar, inverossímil, houve uma segunda turma de juízes julgadores – o tal TRF-4, que seriam aqueles a supervisionar o trabalho do primeiro juiz trapaceiro e seus amigos do Ministério Público Federal e da Polícia Federal que, não só corroboraram a avaliação e o julgamento político e farsante dos primeiros, mas aumentaram a pena do cara de 9 anos e alguns meses para 12 anos e alguns meses. Revisaram algumas centenas de milhares de páginas do processo em poucos dias e emitiram prontamente o juízo sobre o caso da condenação devida à posse de um apartamento dos infernos reformado por uma reforma inexistente, realizada por empresas de Curitiba, lá no Guarujá em São Paulo. As reformas não foram feitas, ainda que as notas fiscais das mesmas existam e constem do processo. Mais uma vez ninguém se preocupou em fazer uma perícia no local ou em validar a idoneidade das notas fiscais emitidas sobre uma obra não realizada – popularmente notas fiscais assim são conhecidas como notas frias.

Por fim, o cara que não é dono do apartamento dos infernos, o tal triplex do Guarujá, que não teve nenhuma reforma, foi condenado, está preso, cumprindo uma pena de 12 anos e alguns meses, estabelecida por uma injustiça estranha que hoje rege os comportamentos e a sociedade brasileira.

images (49)

O cara, por incrível que pareça, está preso. Se contar, ninguém acredita. Parece que entramos mesmo na toca do coelho E estamos a encontrar e conviver com os seres antropomórficos mais estranhos e esquisitos. Parece que as leis no fundo desta toca são muito peculiares e conduzidas em condições igualmente particulares e estranhas. Tudo faz crer que no fundo da toca do coelho a constituição é bastante diferente da Constituição Brasileira.

A justiça em ‘Wonderland’ – conhecido também como a “Grande suruba Brazziiill” – tem mesmo suas peculiaridades, particularidades e excepcionalidades. Faz lembrar tanto um regime de exceção.

Mas o cara está preso. Preso político, mas preso. Praticamente incomunicável. O cara está preso.

Dá pra acreditar? O cara está preso e quase incomunicável. Para o regozijo de tantos falsos patriotas, ‘farinha do mesmo saco’ dos seus algozes fascistas.  História do Brasil.

img_20180522_0831551758801864

gustavohorta.wordpress.com

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: