Galeria

Tristeza não paga dívida. A hora é de luta, trabalhadores do Brasil!

30 abr

ELEGIA NO PUTEIRO, ODE NO PROSTÍBULO DAS ELITES PAULISTANAS. ÓDIO, HÁ PENAS, PATÍBULO.
> https://gustavohorta.wordpress.com/2018/04/17/elegia-no-puteiro-ode-no-prostibulo-das-elites-paulistanas-odio-ha-penas-patibulo/

…Ao regozijo da platéia
Apreciando a nudez cruel
Da prostituta esganada
com suas partes expostas
E o cafetão a enforcá-la
E uma plateia aplaudindo, em frenético regozijo e orgasmos de tantos. O mesmo que é indo ao cinema
O mesmo que de frente à novela da noite
O mesmo que de frente ao telejornal sacana
O mesmo que de frente à criança que chora, mas desde que pobre seja, ou preta …

A Tal Mineira

por Sulamita Esteliam

Ainda sob o impacto da leitura do livro A Verdade Vencerá – o povo sabe por que me condenam, Boitempo, 2018. Mesmo com o coração apertado, sobretudo com o texto do Eric Nepomuceno, escolho seguir o mote do autor-personagem, Luiz Inácio Lula da Silva.

Indignar-se, sempre que necessário, desesperar jamais.

“Tristeza não adianta, é preciso lutar.”

Os trabalhadores do Brasil sabem disso melhor do que ninguém, Tanto quanto Lula. E aqueles acampados em Curitiba, desde a noite do 07 de abril, sabem por que e por quem lutam.

A exemplo de Zenilda Lisboa Pereira, responsável pela barraca de suprimentos-doações do Acampamento Lula Livre.  Ouvida pela reportagem do Sul21, ela não titubeia e sua fala dá o tom de como a banda toca:

“Não temos que entrar na provocação de nossos adversários. Tudo o que estamos fazendo aqui é com a consciência e o pé no chão…

Ver o post original 662 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: