Confrontada por Gilmar Mendes, Lava-Jato continua lançando fumaça sobre a indústria da delação

18 abr

Segundo Veja, Moro condenou Lula por crime que seria cometido no futuro
> https://gustavohorta.wordpress.com/2018/04/18/segundo-veja-moro-condenou-lula-por-crime-que-seria-cometido-no-futuro/

#LULALIVRE

“MINORITY REPORT”
BRAZZIILL AVANÇADO PRACARAI!!!

A ESCULHAMBACAO AGORA É DESLAVADA. PENSAM QUE SOMOS TODOS IDIOTAS.

bloglimpinhoecheiroso

Cíntia Alves, via Jornal GGN em 17/4/2018

A força-tarefa do Ministério Público Federal na Lava-Jato continua lançando uma cortina de fumaça sobre a indústria da delação premiada.

Na semana passada, o ministro Gilmar Mendes revelou no plenário do Supremo Tribunal Federal que o advogado José Roberto Batocchio foi expulso da defesa de Antônio Palocci porque “Curitiba assim exigiu”.

Gilmar disse aos colegas de Corte que, na prática, os procuradores escolhiam quem eram os advogados que poderiam negociar os acordos de delação premiada.

Além de também mencionar o caso Marcelo Miller, Gilmar recomendou que a procuradora-geral da República Raquel Dodge investigue o caso do procurador Diogo Castor de Mattos. O ministro Luiz Fux concordou que o caso é grave e merece apuração.

Em resposta, o Ministério Público Federal partiu para o ataque a Gilmar, chamando o ministro de desequilibrado. Além disso, ressuscitou a mesma desculpa que usou quando a Folha…

Ver o post original 539 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: