“ONTEM SUPREMO, HOJE MÍNIMO, AMANHÃ IRRELEVANTE.” – ASSIM É. PAÍS SEM PUDOR!

22 fev

COMO É QUE PODE? PAÍS SEM PUDOR.
CADA UM TEM A SUA “JUSTIÇA”.
TODOS NA QUADRILHA!

A QUADRILHA SE ASSUME COMO QUADRILHA, SEM MEDO DE SER FELIZ!
E O POVO QUE SE FODA!

Assim é. País sem pudor! TERIA SIDO UM GOLPE? TERIA SIDO UM GOLPE COMANDADO PELOS PODERES DA REPÚBLICA, SOB DOGMAS DOS PODEROSOS MULTI-NACIONAIS E GOVERNOS EXTERNOS?

https://gustavohorta.wordpress.com/2017/01/05/assim-e-pais-sem-pudor-teria-sido-um-golpe-teria-sido-um-golpe-comandado-pelos-poderes-da-republica-sob-comando-dos-poderosos-internacionais/

aecio-e-moro“TERIA SIDO UM GOLPE? TERIA SIDO UM GOLPE COMANDADO PELOS PODERES DA REPÚBLICA, SOB DOGMAS E PATROCÍNIO DOS PODEROSOS MULTI-NACIONAIS E GOVERNOS EXTERNOS?

O que você acha? Você ainda tem dúvidas?
Não as tem? Está convencido de que foi um golpe? Está convencido de que não foi um golpe?
Em qualquer dos dois casos pouco ou, no segundo caso, nada esta crônica poderá acrescentar.

Se você está convencido de que foi um golpe esta crônica apenas ilustra mais alguns fatos que eventualmente irão corroborar seu entendimento…”

OS 14 ATOS PARA “ESTANCAR A SANGRIA” DA LAVA JATO – ASSIM É. PAÍS SEM PUDOR!

https://gustavohorta.wordpress.com/2017/02/21/os-14-atos-para-estancar-a-sangria-da-lava-jato-assim-e-pais-sem-pudor/

“Com Temer no poder, governo, Congresso, PMDB, integrantes do Judiciário, grupos anti-PT e donos da mídia se movem em direção que indica tentativa de “delimitar” a operação”

“Com o fim dos recessos no Legislativo e no Judiciário, fevereiro de 2017 se tornou um marco na pressão contra a Operação Lava Jato. A investigação abala a República há três anos, pois, assim como ocorreu com as operações Satiagraha e Castelo de Areia, a Lava Jato se embrenhou nos esquemas de financiamento de campanhas políticas e nas relações entre o empresariado e os donos de cargos eletivos. …”

lula.png

NINGUÉM INVESTIGA, NINGUÉM DESCOBRE NADA, NADA SE SABE, NADA SE OUVE, NADA SE FALA…

UMA QUADRILHA ARTICULADA A AMEDRONTAR QUEM PODERIA FAZER ALGUMA COISA!

Super Trairagem Fedorenta – Golpistas Traidores – ASSIM É. PAÍS SEM PUDOR!

https://gustavohorta.wordpress.com/2017/02/21/super-trairagem-fedorenta-golpistas-traidores-assim-e-pais-sem-pudor/

“COMO É QUE PODE? PAÍS SEM PUDOR.  CADA UM TEM A SUA “JUSTIÇA”. TODOS NA QUADRILHA!

A QUADRILHA SE ASSUME COMO QUADRILHA, SEM MEDO DE SER FELIZ!

E O POVO QUE SE FODA! …”

Pois é. Este Lula é um bandido!!
E é foda, já que tem tanta gente esculhambando com a vida dele e nunca se prova nada… he he he
Mas o cara é mesmo um bandidão! Botou um monte de dinheiro do governo em educação e saúde! Bandido!
rs rs rs

capeta3

“ASSIM É. PAÍS SEM PUDOR! PREJUÍZOS, SEMPRE E MUITOS.”

https://gustavohorta.wordpress.com/2017/02/11/assim-e-pais-sem-pudor-prejuizos-sempre-e-muitos/

“Enquanto nós ficarmos esperando a ajuda, como pedintes, seremos tratados como a elite branca trata seus pedintes. Alguns chegam a botar fogo neles…

Ou lutamos ou participamos do bacanal Brazzzil, no qual entramos sempre com uma parte só: nossos ânus!

E, para dizer a verdade, reagir é tão fácil: prejuízo para eles, sempre e todo dia! É a única coisa que eles sentem. …”

Featured Image -- 17297NESTA SURUBA QUE ACONTECE NO “BACANAL BRAZZZIL” SÓ TEM UM CU: O NOSSO!

ASSIM É. PAÍS SEM PUDOR! ASSIM, SEM NENHUM PUDOR OU ESCRÚPULO:

coxinha-traidores-da-patria-498

As surubas do moralismo

https://luizmuller.com/2017/02/21/as-surubas-do-moralismo/

“Romero Jucá pratica a grosseria verbal com rara franqueza e acaba, por isso, deixando as verdades peladas na praça.
Ou o “estancar essa porra” que a gravação de Sérgio Machado revelou ser seu desejo em relação à Lava Jato, bem como o seu projeto de que “com o Michel tem acordo”, inclusive com o STF, não acabaram se tornando realidade que todos estão vendo?
Hoje, na manchete do Estadão, o líder do Governo no Senado tem mais um arroubo de sinceridade.
“Suruba judicial” só se for ampla, geral e irrestrita. Irrestrita para “eles”, bem entendido.
É um rasgo de grosseria que permite ver o quanto há de demagogia nas declarações contrárias à prerrogativa de foro por função, uma instituição que nada deveria ter a ver com impunidade, mas que, com imenso oportunismo, foi levantada como argumento capenga para impedir Lula de ocupar a Casa Civil de Dilma Rousseff –  que o ministro Celso de Mello aposentou com um “podemos tirar, se achar melhor” no caso de Moreira Franco….”

ONTEM SUPREMO, HOJE MÍNIMO, AMANHàIRRELEVANTE.

https://dinamicaglobal.wordpress.com/2017/02/22/ontem-supremo-hoje-minimo-amanha-irrelevante/

“Quando o historiador narrar o comportamento dos Supremos Tribunais nos golpes de abril de 1964 e maio de 2016 ficará nítida a composição de membros cônscios de seu papel constitucional e da dignidade que honra a escolha e de golpistas acovardados e cúmplices que enxovalham a toga, transformando-a em mera fantasia.”

“Recordemos os 11 membros de 1964. Houve os cassados, Victor Nunes Leal, Hermes Lima, Evandro Lins e Silva; houve os que revoltados com a intromissão militar, por iniciativa própria, se demitiram, Gonçalves de Oliveira, Lafayette de Andrade; o que se aposentou após repelir a pressão indevida, o Presidente Ribeiro da Costa, e mesmo o que, nomeado pelos militares, declinou participar da farsa jurídica, Adaucto Lucio Cardoso. São nomes que ficaram na história, cujos descendentes se orgulham e procuram repetir em seus comportamentos o exemplo dos antepassados. E agora?

Havia em 1964 o risco das armas dirigidas aos inimigos do golpe. Não poucos sucumbiram a este feito. Hoje a identidade que une os golpistas não é ideológica, nem o temor à vida, é um comportamento corrupto, submisso aos interesses estrangeiros, antipatriótico. É um verdadeiro estado de galhofa, que ameaça destruir as bases do Estado Nacional e atinge de modo catastrófico a própria sociedade brasileira.

Desde maio de 2016, uma sequência de atos administrativos, legislativos e decisões jurídicas parece indicar claramente que não há um poder nacional responsável pela condução do País. Ou está entregue a uma gangue de bandoleiros, no pior exemplo do cinema que era chamado B ou C, ou temos um feitor colonial, que só deve explicações a seus estrangeiros senhores.

Laudas poderiam ser escritas na relação destes feitos, mas fico em poucos nas diversas áreas de suas atuações. Na economia, a desestruturação de parque industrial brasileiro, com ênfase na engenharia nacional, sob o pífio pretexto da corrupção, assim como no comércio e nos serviços, deixando no desemprego e subemprego dezenas de milhares de brasileiros.

Conquistas históricas, não brasileiras mas da humanidade, como a garantia à aposentadoria, a proteção ao trabalho, a segurança pública e nacional vão sendo desmanteladas, causando o pânico e o desespero na população.

Afinal que nome pode ser dado à transferência de uma verdadeira Arábia Saudita de petróleo ao desfrute de acionistas de empresas estrangeiras, a entrega da Base de Lançamento de Alcântara a potência estrangeira, a exploração de reservas de água potável, considerada o novo petróleo pela escassez mundial, a empresa privada de controle alienígena, e a tantas outras violações ao interesse e à soberania nacional?


Veja como ardilosamente se prepara a extinção do FGTS. Com o desemprego e a inflação do cotidiano – alimento, remédios, transporte – que a todos atinge, o executivo propõe, e certamente o legislativo e o judiciário abrigarão, que os valores do FGTS sem movimentação sejam sacados pelos beneficiários. Mas fixa um prazo, de modo que os poucos avisados ou os não informados deixem o que lhe é devido para o banco, direta ou indiretamente. Recordemos que o FGTS foi uma criação do primeiro governo militar para não gerar maior oposição ao fim do direito à estabilidade, devido a todo trabalhador que completasse 10 anos na mesma empresa. Foi uma troca de um possível direito por um benefício futuro. Aos poucos o FGTS passou a ser um recurso para empreendimentos de interesse social como moradia e saneamento básico. Mas como estes capitães do mato não tem qualquer compromisso com o povo brasileiro, estes recursos nem precisam passar por conta de controle governamental, diretamente alimentarão o banco, ou, como generalizo este sistema de poder, a banca.
O legislativo já desacreditado pelas manifestações de seus membros, em relevo a votação pelo impeachment da Presidente Dilma, aprova mais mordomias para os representantes do dono do poder enquanto votam o menor salário mínimo deste século, em valores reais, retornando ao que prevalecia no período de Fernando Henrique Cardoso, neste tópico inigualável.

Mas o único poder sem voto se esmera neste troféu de anticidadania. Tomemos o sempre arguto e bem informado jornalista Paulo Henrique Amorim, em sua Conversa Afiada, sobre a blindagem dos tucanos a qualquer condenação. Ele recorda que os sócios no esbulho controlam, pela chantagem ou pelas quantias, o Supremo Tribunal Federal (STF). Se por chantagem é a confissão de um grave crime que não pode ser revelado, se por dinheiro é a confissão da corrupção, que lhes compete combater.

Dois exemplos recentes desmoralizam ainda mais um judiciário que a população já descrê: a covardia diante do poder do Presidente do Senado e o claríssimo dois pesos duas medidas nas idênticas situações em que se encontravam o ex-Presidente Lula e o cognominado angorá, na relação dos subornados de uma construtora em destruição pelo Projeto Judiciário, de origem estadunidense, para eliminar a soberania técnica e econômica brasileira.

Agora se incentiva a guerra civil que justificará a ação repressiva e assassina das forças militares e paramilitares, talvez já adestradas pelo país presente em todos os golpes no Brasil, desde 1945, se ele próprio não vier participar, testando armas e sistemas de destruição. Para isso o Ministério da Justiça, sob o comando de quase certo novo membro do STF, deixou que uma facção criminosa, anteriormente defendida por seu escritório, provocasse o pânico em cidades do norte, do nordeste e do sudeste do Brasil. A inviabilização na prática, por motivos fraudulentos, de conceder aposentadoria aos trabalhadores provocará sem dúvida manifestações em todo País, mormente agregada à extinção de direitos trabalhistas urdidos no Congresso Nacional. E assim está justificado a assassinato em massa, a repressão atingindo as classes menos favorecidas e aos que se revoltam com a injustiça, ou seja, todas as pessoas de bem. Restarão os canalhas, os corruptos e os assassinos.

Este Brasil em decomposição, que a mídia, os batedores de panelas, os preconceituosos e escravagistas contribuíram, desde a eleição da Presidente Dilma, em 2014, para a formação, fica cada vez mais distante da contemporaneidade civilizatória e mais violento. Agora aguente, burguesia mesquinha, pois a banca quer dinheiro e quer sangue. Veja a Ucrânia, a Grécia, a Síria, o Iraque, e como caminha a União Europeia. Dizia minha mãe que o burro pede a Deus que o mate e ao diabo que o carregue.”

Leia também: Elite Brasileira: Sonho de servidão aos EUA.

 

Leia também: Corrupção ou traição: o Brasil é o país derrotado na guerra que não guerreou.

Autor: Pedro Augusto Pinho, administrador aposentadoPublicado em dinamicaglobal.wordpress.com

mais-perto

Anúncios

Uma resposta to ““ONTEM SUPREMO, HOJE MÍNIMO, AMANHÃ IRRELEVANTE.” – ASSIM É. PAÍS SEM PUDOR!”

  1. anisioluiz2008 22 22UTC fevereiro 22UTC 2017 às 8:44 #

    Republicou isso em O LADO ESCURO DA LUA.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: