Black Blocs, os corpos e as coisas Como os mascarados desmascaram o Brasil do “mais um direito a menos”

14 set

CorruPTos: Que se vayan todos … a la mierda!!!
> https://gustavohorta.wordpress.com/2016/09/14/corruptos-que-se-vayan-todos-a-la-mierda/

“…Muito curiosas as análises que podem ter, em uma linha final de conclusão, a intenção de defender ou justificar um golpe de estado.

Se as práticas do PT em muito se assemelharam às práticas dos seus antecessores, nenhum deles passou por um golpe das elites que, em tudo por tudo, odeiam as classes populares que finalmente apenas começavam a se alimentar – e digo se alimentar de forma literal.

Quem sabe poderiam até conseguirem algum lugar ao sol em uma ou duas gerações… Quem sabe… Quem saberia… Nunca se saberá. né não?

As elites, subordinadas a interesses que desconheço, mas tenho minhas suspeitas, usaram e abusaram dos poderes midiáticos cretinos e covardes, cooptando praticamente todo o legislativo, parte significativa no próprio executivo e, por fim, mas pior, cooptando o próprio poder judiciário.
Enfim, fim da república, fim da democracia, nascimento de uma nova ditadura de direita, como recém tivemos sob as garras de um truculento regime conduzido, em tese, pelos militares. Há quem diga que o poder de fato era oriundo de uma certa agência de inteligência de uma grande potência assassina que por aí vagueia livre e onipotente. Parece que tudo voltou. Uma merda. Ainda um dia desses aí, voltou-e a viver a época dos arapongas do, dizem, extinto SNI. …”

Teoria e Práxis

Por Eliane Brum

Os black blocs, que apanham tanto de tantos lados, podem ser uma chave para compreender esse momento tão complexo do Brasil. Não apenas pelo que são, muito pelos discursos sobre o que são. Ao quebrarem patrimônio material como forma de protesto e serem transformados numa espécie de inimigos públicos, aponta-se onde está o valor e também a disputa. Enquanto a destruição dos corpos de manifestantes pela Polícia Militar é naturalizada, a dos bens é criminalizada. Reafirma-se, mais um vez, que os corpos podem ser arruinados, já que o importante é manter o patrimônio, em especial o dos bancos e grandes empresas, intacto. São também os corpos que sofrerão o impacto do projeto do governo que não foi eleito. Estes, que poderão ser ainda mais exauridos pelas mudanças nas regras do trabalho e também nas da aposentadoria. São os corpos os atingidos pelas reformas anunciadas como uma…

Ver o post original 3.449 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: