Quem sabe voltar a fumar (rs rs)! Quem sabe?

26 abr
Om
O cara leva a vida numa boa, distraído.

Estabelece metas de felicidade. Sempre. Gosta de se achar feliz, gosta de se encontrar sempre perseguindo a meta e a obrigação de ser feliz. Sempre.

Prega e pratica o amor, a compaixão, a solidariedade. Prega e pratica a felicidade. Sempre.

Acredita mesmo em seus planos e planejamentos, convencido e convencendo. Assim que é.

A vida vai passando, anos após anos.

Distraído, sequer percebe que a vida passando vai ficando para trás. Vai sendo deixada para trás. A cada ano novo, a cada dia novo, o anterior ficou velho e ficou no passado. Quantos Felicidadeoutros novos haverá? O paredão pode estar mais perto do que se imaginava, e, certamente, se aproxima.

Todavia, alguns colidem no paredão de forma súbita, abruta. Outros, por outro lado, recebem, como bênção não explicável, o aviso de que o paredão pode estar se aproximando. Há este alerta para que a viagem seja de fato proveitosa. Paisagens, montanhas, mares e praias. É preciso desfrutar. É preciso viver.

O cara quase nunca se preocupa. Ocupa-se. Ocupado em ser feliz, ocupado em fazer feliz, ocupado e amar, ocupado em compartilhar, ocupado em compadecer-se, sem padecer ou esmorecer. Não dá tempo para muita coisa mais. Amar, compartir, dividir, repartir, distribuir, ser feliz. Absorve muito e consome muito tempo.

Quase sempre acredita no futuro inesgotável de felicidade. Um futuro inesgotável de felicidade, a receber as permanentes bênçãos, venham de onde vierem. Existentes que são e abundantes que são.

Foda-seO tempo vai passando, a idade avançada vai chegando, e não percebe, como já ensinara com tanta sabedoria o senhor Pedro Nava, ‘o carro segue em alta velocidade para trombar em um paredão muito resistente; o acidente será fatal, mas os faróis do carro estão voltados para trás’.

O caminho já percorrido chega até a ser bem conhecido. Ou apenas conhecido, ou mesmo, apenas visto meio de soslaio, apenas olhado sem ser visto ou percebido. Mas o caminho foi percorrido e os faróis do carro podem iluminar até bem longe. Iluminam o passado, sem qualquer visão do futuro. E o muro vem se aproximando. O carro do muro se aproxima, velozmente.

distraido
O cara leva a vida numa boa, distraído. Percebe a existência do muro, conhece os dizeres do senhor Nava, os desconsidera ou sobre eles já refletira. Já dissera, certa vez, que saber da existência do paredão à frente “pode parecer ruim, mas não o é. Ao contrário, imagina se mensagem para lelenão houvesse surpresas. Imagina a vida sem novidades, sem aprendizados, sem coisas novas, de novo, novidades. Imagina que tédio. … Que bom que a gente não saiba sobre o que ainda está por vir. Ao contrário da angústia, é prazer“

Como é verdade a afirmação feita por alguém certa vez quando disse que a vida é farta em crueldades; ela é cheia de perguntas e logo que a gente conhece ou aprende as respostas, vem a vida e muda todas as perguntas (acho que foi o L. F, Veríssimo, mas não estou certo disso). É mesmo assim que é. Requer aprender, requer reaprender. Requer colecionar o aprendizado e dele fazer os degraus ou a passagem para continuar o caminho. Compartilhar os ensinamentos que a vida oferece gentilmente. Ou não tão gentilmente assim, mas compartilhar.

muros a derrubarA grande vantagem de conhecer a existência do paredão é a certeza das surpresas e das novidades. Ruim é quando se começa a conhecer a localização do paredão. Ruim é quando se descobre que ele está mais próximo do que se imaginava antes. Quando imaginava. Verdade seja dita: é ruim sim. A distância talvez não seja tão grande, a distância pode até nem ser tão curta, mas ele está mesmo ali adiante. Quase se poderia vê-lo ou, ao Nem sempremenos, percebê-lo. É preciso mudar muita coisa. Muros a derrubar, paredões a derrubar, muros em caminhos transformar.

A felicidade que há, certamente, requer alegrias que já não podem mais ser adiadas. É um ‘sacode’. Um bom e transformador ‘sacode’. Mais um aprendizado, mais uma bênção.

Quem sabe voltar a fumar (rs rs)! Quem sabe?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: