Haveria mesmo incompetência nestes últimos 12 anos? (Parte 1)

20 jan

Curiosamente pode-se registrar alguns muitos tantos benefícios para o povo com os governos do PT.

Votei na Dilma no segundo turno de 2014, votei nela ao longo de todo o ano de 2015, continuarei votado nela até o final de seu mandato, como ensina a democracia tão vilipendiada pelos direitistas. E, à propósito, é provável que eu ainda venha a votar no Lula em 2018!

Com esta gente aí afora eu não compactuo nem compactuarei.

“Ora bolas, bundinha…” >> https://gustavohorta.wordpress.com/2015/08/12/ora-bolas-bundinha/

Não vejo assim esta escolha entre corrupção vs corrupção+incompetência! Esse PT, partidinho de petralhas, né não? Partidozinho safado este, é ou não é? Senão vejamos (há outras partes pois não cabe tudo em apenas uma crônica) – [são 6 partes]:

ESSE PT E DEMAIS (23)

ESSE PT E DEMAIS (22)

ESSE PT E DEMAIS (21)

ESSE PT E DEMAIS (20)

ESSE PT E DEMAIS 14

ESSE PT E DEMAIS 13

ESSE PT E DEMAIS 12

ESSE PT E DEMAIS (8)

ESSE PT E DEMAIS (5)

ESSE PT E DEMAIS (4)

ESSE PT E DEMAIS (3)

ESSE PT E DEMAIS  85

ESSE PT E DEMAIS  83

ESSE PT E DEMAIS  82

ESSE PT E DEMAIS  77

Anúncios

8 Respostas to “Haveria mesmo incompetência nestes últimos 12 anos? (Parte 1)”

  1. Arwen 21 21UTC janeiro 21UTC 2016 às 7:50 #

    Republicou isso em Arwen Releiturase comentado:
    Correndo o risco de ser papagaio de pirata eu estou compartilhando este post
    Alguns esclarecimentos – não votei na Dilma no primeiro turno, na ultima eleição ela não foi minha primeira opção. No segundo turno sabia que tanto ela quanto o Aécio estavam contando histórias da carochinha para vencer, mas entre um e outro preferi apostar na Dilma.
    Por que?
    Por mais que ela prometesse passos maiores que a perna as propostas dela eram mais plausíveis e possíveis que as dele. Ele varreria toda a sujeirada para baixo do tapete nos dando uma falsa sensação de segurança e continuaríamos pagando a conta da corrupção – mas sem saber. Sou professora e reconheço o investimento na educação, e sabia que para ele isto não seria prioridade. Meu irmão trabalha da Petrobrás – não tem alto cargo, nem salário de marajá – é gente como a gente, e pelos olhos dele o bicho não é tão feio quanto pintam, muito do que se fala é maquiagem, muito do que se descobriu na verdade já se sabia mas FHC, e outros fechavam os olhos, a bomba ia estourar na mão de alguém, antes na dela que não abafa que nas mãos de outro.
    Sobre programas sociais – sim tenho milhões de criticas em especial com relação ao bolsa família. Se sou conta eles? NÃO – Sou contra o fato de não haver um limite de tempo ou uma contrapartida. Do tipo – você recebe tanto para manter os filhos na escola este dinheiro está condicionado também a VC(PAI/MÃE) fazer um curso profissionalizante, entrar no mercado de trabalho…. etc – conheço mulheres que vivem de papo para o ar vivendo de parir filhos para ganhar benefício e sequer se preocupam com o rendimento escolar deles, que não se preocupam em educar em casa – apenas os jogam na escola esperando que os professores fiquem com eles a maior parte do dia, que assumam as responsabilidades sobre educar para que elas possam dormir, gastar o benefício, namorar etc… PROFESSOR NÃO EDUCA, PROFESSOR ENSINA – QUEM EDUCA É PAI E MÃE.
    DESCULPEM A LINGUAGEM MAS FICO P DA VIDA QUANDO ME CHAMAM DE EDUCADORA – SOU PROFESSORA LICENCIADA – ENSINO A DISCIPLINA PARA A QUAL FUI HABILITADA E NOÇÕES DE CIDADANIA – QUEM EDUCA repito – é pai e mãe, tios, avós e responsáveis legais.
    Voltando ao assunto, sim eu votei na Dilma no segundo turno, porque a meu ver Aécio seria uma escolha pior que nos traria um ESTADO NACIONAL mais fechado, com propostas que tendem a centralização e mesmo a tirania. Ao menos foi o que eu senti vendo um dos últimos debates quando ele falou sobre segurança pública. Fiquei chocada com a proposta absurda e surreal.

    Curtido por 1 pessoa

    • gustavo_horta 21 21UTC janeiro 21UTC 2016 às 9:46 #

      Legal você ter republicado! Agradeço muito, honrado e lisonjeado.
      Como já disse, eu também somente votei nela no segundo turno. Todavia continuarei votando nela até o final do mandato!
      Pensamos de forma muito diferente no que se refere ao Bolsa Família. A meu juízo é o mais importantes programa de distribuição de renda que o mundo já viu e vem sendo copiado mundo afora. Seus resultados são reconhecidos internacionalmente como um programa que conseguiu tirar da miséria muitos milhões. É claro que tem seus defeitos, entretanto… Mas respeito sua opinião.
      Abraço grande. Agradeço envaidecido mais uma vez.
      Amor, compaixão, solidariedade.
      Felicidade. Sempre.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Elesabeth Semedo pereira 21 21UTC janeiro 21UTC 2016 às 17:03 #

    É gratificante saber que entre milhares ou milhões de analfabetos políticos e de baixíssima moral e intelecto, alguém ergue seus braços num esforço gigantesco e cheio de bravura, gritar para quem não quer ouvir a verdade que está aqui e ali,ao alcance de todos ! Chegue à triste conclusão : ainda estamos na idade média! Pobre tem que continuar miserável, a supremacia das elites tem que permanecer subjugadora! “Mas quem disse que a sociedade não evoluiu”? Estão aí presentes os coxinhas que nada mais são do que “os escravos que convivem com o Senhor na casa grande usufruindo de privilégios e olhando seus irmãos escravos da senzala,dormindo amontoados como animais e sendo desdenhados por seus iguais !” Coxinhas, vcs são dignos de pena !

    Curtido por 1 pessoa

    • gustavo_horta 22 22UTC janeiro 22UTC 2016 às 8:51 #

      Agradeço muito sua visita.
      O que mais me deixa alegre é perceber que, diante do massacre midiático diário (horário, ‘minutário’, ‘segundário’), ainda há alguns que conseguem se libertar da idiotização, quase inevitável. E não somos poucos, posto que me incluo, presunçosamente, entre estes.
      É nossa responsabilidade “colocar a boca no mundo”, deixando nossos pares saberem que estamos na luta democrática a defender os direitos definidos conforme as leis estabelecidos, queiramos ou não, pelas mesmas elites dominadoras que nos escravizam há séculos. Foi nas leis deles que alcançamos o poder há anos e nele permaneceremos, pelo menos, até que a maioria da população decida mudar.
      Há, contudo e certamente, uma multidão de idiotas idiotizados que, aos poucos, assim como foi conosco, começam a entender que são apenas manipulados pelos interesses dos endinheirados de sempre – tradicionais ou “new rich”, todos com as mesmas origens cretinas e ladinas.
      É claro que há os idiotas idiotizados que ainda sequer perceberam que são massa de manobra dos titeriteiros para seus cruéis espetáculos. Pobres idiotas nesse caso. Triste demais.
      Entretanto, infelizmente, há um grupo ainda significativo que, de tão manipulado, anda ainda idiota idiotizado e chega até a manipular, sem perceber serem apenas títeres nas mãos sem escrúpulos de uma quadrilha impiedosa e selvagem. Titeriteiros pseudo-capitalistas, posto que nem Adam Smith previa ou estabelecia tamanha voracidade e identificava claramente a necessidade de demanda. São, como bem dito e esclarecido, os escravos que vivem dentro das casas dos senhores e de sinhá, a desprezar e a se regozijar sobre o padecimento dos demais escravos da senzala.
      Mas nada disto ainda é o pior. O pior mesmo são os manipuladores profissionais, vendidos ou compradores das almas demais. Estes sim são os que se deliciam nos bacanais, nas orgias clássicas de nossa sociedade cretina. São esta podre elite brasileira, promotora das surubas permanentes, regadas à bebidas e cocaínas diversas e livres, que desfrutam de forma cruel dos ânus nossos, esculachados, esculhambados, arregaçados, ainda que sirvam para o deleite da casa grande.
      Apenas acredito que os tempos estão mudando nestes últimos anos e mudarão ainda mais e mais. Um dia a casa grande ainda cai ou delas nos apoderamos, convertendo-as em escolas, hospitais, universidades, comida, saúde, … Nós, os idiotas idiotizados que já acordamos estamos a cada dia em maior e maior quantidade e, também a cada dia, torna-se mais difícil nos iludir, nos manipular, nos enganar. É o que eu acredito, é o que eu espero.
      Abraço grande.
      Amor, compaixão, solidariedade.
      Felicidade. Sempre.

      Curtir

  3. Tangará Mirim 23 23UTC janeiro 23UTC 2016 às 20:07 #

    Amigo, creio que todos nós um dia tenhamos sido coxinhas, a não ser a pessoa que tenha vivido desde pequena a realidade da periferia, ou um ser muito iluminado. Tipo, Jesus ou Budha, ou até mesmo Chê. Mas até esses três tiveram seus momentos de coxinhice, por menor que tenha sido, quando ainda não haviam visto a realidade da fome e da miséria real, da criança que esquálida e da criança que morre de doenças que poderiam ser prevenidas com uma simples combinação de água com sabão. E, quando baixou aquele espiritinho do questionamento em Sidartha Gautama Sakyamuni, não houve tapume ou carnaval que o impedisse de ver com seus próprios olhos. Idem para Chê, com Alberto e sua motocicleta. E para o Cristo, que viu os dois pesos e duas medidas da sociedade de sua época.

    Sou da época do Real igual ao Dólar, do FHC, e ficava toda felizinha porque podia comprar meu patins “in line” de rodas de silicone, com minha mesadinha de cem reais, até cair na real e descobrir que isso já havia sido feito antes e se chamava “milagre econômico”. E que esse santo que fazia milagres não era tão santo assim. Só aos dezesseis, quando já trabalhava, é que fui entender mais-valia _Não pelos livros de Marx, cujo namoradinho vivia carregando dentro da mochila, mas através de uma colega de trabalho, que tinha dois empregos e três filhos, que cansada no fim do expediente e sendo obrigada a fazer um trabalho extra pelo qual não ia receber nada me disse: “quem trabalha demais, não tem tempo de ganhar dinheiro”_, e porque tanta gente queria barrar os acordos de livre comércio e o FMI. Época tensa!

    O que quero dizer com toda essa abobrinha é que, estranhamente, não sinto raiva dos coxinhas, a não ser quando eles são racistas, xenofóbicos, homofóbicos etc. Discriminando negros ou fazendo maldades com os índios (coisa escabrosa que tenho visto muito por aí ultimamente). Depois que eu vi no jornal um manifestante anarcopunk sendo preso enquanto a polícia fazia toda uma ceninha para a câmera, eu mudei a minha visão. Não pelos policiais, que continuam as mesmas pessoas, já que há uma peneira de pensamentos nos concursos públicos para esse tipo de emprego. Mas pelo que o punk disse a um policial que ria dele dizendo ter pena do garoto. O punk disse: “A copa acontecendo aí, você não tem dinheiro pra comprar ingresso, fica repreendendo quem quer protestar… quando tudo isso acabar, você vai ficar como?” o policial fez silêncio e o rapaz algemado lacrou: “eu te perdoo”. A gente não entende, ou entende, mas perdoa, por saber que se trata de ignorância, mesmo que vinda de pessoas que estudaram e ainda sim insistem no erro. Todo mundo só quer ser feliz, mas muitos, naquela ânsia primitiva do “mais forte sobrevive”, ainda acreditam que só podem ser felizes às custas da miséria do outro. Devemos perdoar, sim. Mas esquecer, jamais!

    Curtido por 1 pessoa

    • gustavo_horta 26 26UTC janeiro 26UTC 2016 às 6:58 #

      Agradeço muito a sua visita ao blog e agradeço ainda mais pelo trabalho de tecer tão reflexivo comentário. Agradeço muito.
      Concordamos em quase tudo, logo “disconcordamos” em partes.
      Ter vivido momentos “coxinha” não significa termos sido todos coxinhas.
      Quanto a perdoar, nem todos podem ou conseguem “dar a outra face”. Pessoalmente, não consigo nem, sequer, estou disposto.
      Além do mais não tenho dúvidas quanto à sanha dos endinheirados em explorar e fazer dos pobres e menos favorecidos o padrão para seus enormes, extraordinários, favores. Não os perdoo, não os perdoarei.
      Abraço grande.
      Amor, compaixão, solidariedade.
      Felicidade. Sempre.

      Curtir

  4. Paulo 11 11UTC março 11UTC 2016 às 15:41 #

    Tenho 76 anos de vida, tempo de trabalho em carteira 35 anos aposentado em 1993 são mais 23 anos de serviço total de 58 anos e até hoje graças a DEUS estou trabalhando de 2ª a sábado, recolhia referente a 7 salários mínimos minha aposentadoria é atual de R$ 1.100,00 No seu PT o lula,e família estão milionário e nunca trabalharão que mais o basta

    Curtido por 1 pessoa

    • gustavo_horta 14 14UTC março 14UTC 2016 às 15:53 #

      Boa tarde, Paulo.
      A legislação que determina a ridícula, cretina e espúria fórmula da correção das aposentadorias é em muito anterior aos governos do PT. Na verdade vem desde os governos da ditadura militar, mas não sei precisar de quando.
      Por exemplo, meu pai falecido há mais de dez anos e aposentado a mais de 20, sempre recolheu sobre 20 salários mínimos (naquela época era o teto, que depois, com os militares veio a ser reduzido para 1 SM). Minha mãe, que hoje é a pensionista dele, recebe ao redor de R$1.100.mês. Bem distante de 10 e muito mais distante de 20 SM).
      Pessoalmente trabalhei e recolhi por quase 40 anos sobre o limite de 10 salários mínimos e me aposentei aos 58 anos. O senhor Ferrando(sempre com o povo) Henriqe-cido Cardozo promoveu com sua quadrilha da direita o fator de redução previdenciária que, somado à fórmula espúria da ditadura militar, me fez aposentar com cerca de R$3,000,00/mês, muito longe do teto sobre o qual contribui religiosamente de 10SM e hoje, quase 4 anos depois, não recebo mais do que uns 12% de correção sobre aquela base inicial.
      O senhor não é a única vítima, mas acusa de forma imprópria o PT em suas lamentações e desabafos. Melhore sua leitura.
      Quanto a “Lula e família estarem milionários”, o senhor deveria atualizar sua leitura ou melhorá-la, comprometendo-se menos com a mídia cretina da direita reacionária e um pouco mais com as verdades. Ou o senhor seria um daqueles que ainda acredita que o Friboi é do Lula, que existe mesmo um triplex de luxo no Guarujá e um soberbo sítio em Atibaia? Se acredita, faça bom proveito de sua leitura.
      Abraço.
      Amor, compaixão, solidariedade.
      Felicidade. Sempre.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: