Acesita, não existe mais

13 jun

ImageSó me restou um alfinete de lapela.

Um alfinete dourado que, aliás, nem sei onde estaria. Sumiu.

Só não somem as minhas lembranças. Piegas? Pode ser, mas é o que sinto. Há muito.

Lembranças deste primeiro amor de minha vida.

Primeiro trabalho, tantas pessoas, tantos ensinamentos, nem tantos aprendizados.

Lá aprendi a trabalhar, aprendi a ser homem.

Grandes mestres, grandes gurus. Poderia até destacar alguns, mas cometeria injustiça com outros tantos.

Lá aprendi a ser marido, aprendi a ser pai.

Lá aprendi tanta coisa que nem sei.

Lá conheci tanta gente que nem sei. Poucos ainda em minha vida. Uma pena, muito poucos.

De lá me sobraram um casal muito amigo e muito querido. Mais de trinta anos juntos. Muito tempo. Muito mesmo.

Sobrou-me também aquele alfinete de lapela, dourado, que nem sei onde anda! Sumiu.

Dezesseis anos, anos breves, anos passageiros. Saudade dali, não de lá.

Saudade daquele lugar sagrado de trabalho. Fosse ele aqui, na capital, ou lá, no vale.

Meus primeiros anos.

Sinto saudades, e vivi intensamente ali.

Lá no vale, ou cá na capital.

Vale do aço, terno na alma de seu povo, bravo na sabedoria de tantos mestres.

Tantos mestres.  Vale rude e agreste na vida. Vida ruim aquela ali no vale. Nunca gostei, tantos gostam tanto.

Não poderia nunca agradecer já que me sinto muito obrigado.

Grandes chefes, mais que isto, grandes líderes. Grandes amigos, bons amigos.

Formadores, facilitadores, gente que me transformou.

Gente que me moldou como ao aço que aprendi com eles a moldar.

Primeiros passos, indicando-me a direção. Direção certa, só me coube acelerar.

Até a acelerar, aprendi com esta gente boa.

Sobrou-me apenas aquele alfinete de lapela, dourado, que aqui em casa sumiu.

Dezesseis anos, anos breves, anos passageiros. Meus primeiros anos.

Acesita, não existe mais, mas nunca vai acabar de verdade.

Abraço e felicidade, sempre.

16 Respostas para “Acesita, não existe mais”

  1. Umberto M. Minas 13 13-03:00 junho 13-03:00 2013 às 12:05 #

    Muito bom seu artigo – Publicado em http://www.http://www.acesita.org/artigos.html#4
    Parabéns
    Umberto

    Curtir

    • gustavo_horta 13 13-03:00 junho 13-03:00 2013 às 12:50 #

      Agradeço muito sua visita e, envaidecido, agradeço também a publicação da crônica em seu blog acesita.org.
      Abraço e felicidade, sempre.

      Curtir

  2. Gilson Lopes 9 09-03:00 julho 09-03:00 2013 às 6:45 #

    É como dizia o Jingle: “O tempo passa, o tempo voa, e a poupança Bamerindus…opa! rss
    Tudo é transformação, umas coisas se vão, outras ficam por mais tempo, mas certamente findarão. Em tempos de mudança, feliz o homem que retém as lembranças em seu coração.

    Curtir

    • gustavo_horta 9 09-03:00 julho 09-03:00 2013 às 16:42 #

      Memórias, bom mesmo!
      Agradeço muito sua visita e seu comentário, Gilson.
      Abraço e felicidade, sempre.
      Gustavo Horta

      Curtir

  3. Rosa Maria Esquirio Monte 18 18-03:00 julho 18-03:00 2013 às 13:34 #

    Adorei o texto. Trabalhei nesta empresa 36 anos e guardo inúmeras recordações, dentre elas um relógio de ouro, pelos 30 anos de serviços prestados à empresa. Nem uso mais, esta guardado como esta na minha memória. Acesita, lugar de aprendizado, de fazer amigos e de guardar no coração. Foi muito bom. Abraços para você Gustavo.

    Curtir

    • gustavo_horta 18 18-03:00 julho 18-03:00 2013 às 18:08 #

      Cara Rosa Maria.
      Ela está também em meu coração, para sempre.
      Pena que acabou!
      Agradeço muito sua visita e suas palavras.
      Receba as bençãos de Deus. Abraço e felicidade, sempre.
      Gustavo Horta

      Curtir

  4. Christiane Jubert Assunção Moreira 19 19-03:00 julho 19-03:00 2013 às 8:58 #

    Gustavo, trabalhei em 3 outras grandes empresas antes de entrar na Acesita, em 1998. E somente nela encontrei tanto carinho entre todos, amizade, ajuda, companheirismo, aprendizagem! 10 anos nota 10 ! Amigos que nos acompanham na caminhada de hoje, com o mesmo empenho e consideração. Haja vista como foi tocante o nosso “Encontro Acesitano” organizado final do ano passado! E vamos continuar com esse Encontro com o convite a todos, para rever no rosto de cada um, a alegria do novo reencontro, do abraço, do compartilhamento da Vida. Acesita não acaba nunca ! Pois está no coração de cada um de nós !
    Christiane Jubert Assunção Moreira

    Curtir

    • gustavo_horta 19 19-03:00 julho 19-03:00 2013 às 14:38 #

      Valeu, Christiane. Agradeço muito seu comentário e a sua visita ao blog.
      Minha Acesita é anterior à sua! Saí da empresa em 1993, na privatização.
      Sinto saudades.
      Abraço e felicidade, sempre.
      Gustavo Horta

      Curtir

      • Christiane Jubert Assunção Moreira 19 19-03:00 julho 19-03:00 2013 às 14:49 #

        “Tamos juntos” , Gustavo!
        Abraço acesitano !
        Chris

        Curtir

  5. Mauricio de Castro Araujo 22 22-03:00 julho 22-03:00 2013 às 13:39 #

    Gustavo, Trabalhei 33 anos na Acesita e sai em 2009. Comungo com voce as suas percepções ….realmente a empresa foi uma escola….confesso que hoje não tenho saudade do lado técnico , cargo , etc… e sim das relações com as pessoas ….um abraço Mauricio

    Curtir

    • gustavo_horta 22 22-03:00 julho 22-03:00 2013 às 18:05 #

      Amizade nascida lá, como contei para vocês, só mesmo há um casal. Não sei a razão.
      Mas minha dívida é impagável!
      Agradeço muito sua visita e seu comentário aqui ao blog. Muito legal!
      Abraço e felicidade, sempre
      Gustavo Horta

      Curtir

  6. Eduardo Roque da Silva 15 15-03:00 agosto 15-03:00 2013 às 14:06 #

    Gustavo, nasci em Acesita com registro de Cel Fabriciano já que pertencia a este municipio na época, estudei no Colégio Técnico da Escola de Formação Profissional de Acesita quando saí de lá para continuar os estudos em BH, mas os amigos e as pessoas com quem convivi sempre comentavam e elogiavam o ambiente de serviço na Acesita. Muito bom o seu texto, que me levou aos idos anos 60.
    Um grande abraço

    Curtir

    • gustavo_horta 15 15-03:00 agosto 15-03:00 2013 às 16:59 #

      Caro Eduardo, como disse, a Acesita esteve em vida por dezesseis anos,
      Curtos anos dentre tantas vantagens e aprendizados conquistados.
      Sinto muita tristeza por terem acabado com ela, do nome Ao empreendimento como um todo.
      Agradeço sua vista e comentário. Que bom que o levou a reviver seu passado. Assim foi com o meu também.
      Abraço e felicidade, sempre.

      Curtir

  7. Christiane Jubert Assunção Moreira 15 15-03:00 agosto 15-03:00 2013 às 19:55 #

    Gustavo, fui trabalhar na Acesita em 1998, quando foi adquirida pelo Grupo Usinor. E lá fiquei até 2008, Com meus “francesinhos” e meus “brasileirinhos do coração” (sou francêsa….) Isso depois de ter trabalhado 10 anos na Belgo ineira, 10 anos no Cimento Campeão e 10 anos no Banque Crédit Commercial de France – CCF.
    e posso e devo dizer bem alto e em bom tom: FOI A MELHOR EMPRESA ONDE TRABALHEI! Aprendizagem, carinho, amizades fantásticas, comprometimento de todos…
    E é por isso que continuo a organizar, com a ajuda de todos, o nosso ENCONTRO ACESITANO ! Esse reencontro anual com todos é um aquescimento à alma e ao coração. Vamos lá! Venha também ! Abraço Acesitano, Christiane Jubert

    Curtir

    • gustavo_horta 15 15-03:00 agosto 15-03:00 2013 às 22:18 #

      Ué, Christiane, terei grande prazer em comparecer e rever amigos.
      Agradeço muito sua visita ao blog.
      Mantenha-me informado sobre a programação do evento que estarei lá com gosto (gustavohorta.ct@gmail.com)
      Abraço e felicidade, sempre.
      Gustavo Horta

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: